Bolsinhas, Sacos, Estojos e Organizadores com 20% off! Até 23/06. Use o cupom amo20

Por que o marido deve ajudar na criação das crianças? Entenda!

Não raro, vemos por aí muitos homens que ficam felizes da vida com a notícia de que se tornarão pais. Mas, na hora de ajudar a esposa com a criação das crianças são bem ausentes.

Muitas pessoas ainda não veem problema nisso, pois até algumas décadas atrás a mulher era criada para cuidar da casa, do marido e dos filhos. Já o homem era ensinado a ser o provedor da casa. Entretanto, a coisa toda mudou de figura.

Hoje em dia, homens e mulheres vivem como iguais, ambos trabalham, estudam e  são provedores da casa. Por isso, a tarefa de cuidar dos filhos e da casa que antes pertencia apenas à mulher, agora pertence aos dois.

Apesar de toda esta mudança, isso ainda não é a realidade em muitas famílias. Continue a sua leitura e entenda porque o marido deve ajudar na criação das crianças.

Participar não é mais que uma obrigação do pai

Na verdade o marido não tem apenas que ajudar na criação das crianças. Afinal, que ajuda é um amigo, um parente e até um vizinho, alguém que não tem que fazer algo, mas que faz para ajudar. No caso do pai é diferente, o filho é dele também. Por isso, o pai tem que participar.

As tarefas referentes às crianças e até mesmo à casa devem ser divididas democraticamente entre o marido e a mulher. Não é só a mãe que deve se encarregar de trocar as fraldas do bebê, fazer comida para a criança ou largar o trabalho para buscar o filho na escola quando ele passa mal. Esses deveres cabem igualmente ao pai também.

É muito injusto que apenas a mãe fique com a maior parcela no que se refere à criação das crianças pelo simples fato de ser mulher. O pai tem as mesmas responsabilidades e obrigações que a mãe na hora de criar um filho.

Ajuda a fortalecer o vínculo entre pai e filho

Algumas tarefas como trocar uma fralda suja, por exemplo, podem não ser tão agradáveis. Mas fazem parte da criação de um filho e, como qualquer outra atividade, aproxima e ajuda a criar um vínculo.

O pai que hoje troca aquela fralda suja tem muito mais chance de ser quem a filha vai procurar na adolescência quando estiver confusa sobre os meninos da idade dela.

Aquele pai que hoje vai ao quarto espantar os monstros debaixo da cama tem mais chances de ser procurado pelo filho depois de adulto pra sair e tomar uma cerveja junto. Que homem não gostaria de ter essa relação entre pai e filho?

Cuidar do filho é um privilégio

O pai que não participa ativamente na criação dos filhos está perdendo um enorme privilégio. Afinal, cuidar dos pequenos pode sim ser uma tarefa muito gratificante!

É um benefício poder levar os filhos para brincar numa praça e vê-los se divertindo, sorrindo e correndo felizes. Assim como também é prazeroso à criança a comida que ele mesmo acabou de fazer, ajudar na lição de casa e acompanhar de perto o crescimento do filho.

Estimulando o pai a ajudar na criação das crianças

Para muitos homens, ajudar na criação das crianças é apenas sustentá-las, brincar um pouco e impor algumas regras. Porque foi essa imagem de pai que tivemos nas gerações anteriores e a tendência é de acabar repetindo o comportamento.

Por isso, se o pai do seu filho não participa ativamente da criação das crianças, a mãe pode ajudar a estimular. Para fazer isso você pode conversar com o seu marido sobre a criação das crianças, explicar porque você acha importante que ele participe mais ativamente, como ele pode fazer isso e como isso seria bom pra vocês como família.

Também é possível criar uma lista de tarefas e dividi-la igualmente entre o marido e a mulher. Nessa lista podem constar tarefas como lavar a roupa, buscar as crianças na escola, fazer o jantar, limpar a geladeira e tudo o mais que envolver a casa e os filhos.

Então, seu marido participa ativamente na criação das crianças? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest, lá você pode conferir muitas outras dicas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading