Bolsinhas, Sacos, Estojos e Organizadores com 20% off! Até 23/06. Use o cupom amo20

8 dicas para lidar com crianças que respondem e não respeitam regras

O sonho de todos os pais é ter um filho obediente, que faça tudo o que lhe é pedido logo de cara, nunca faça birras e nem contrarie. Pois é, é sonho mesmo. Crianças testam limites, e isto não é algo que você possa evitar, mas saber lidar com isso faz toda a diferença no processo.

Crescer é um processo que passa pela fase da descoberta de si mesmo, e da independência que isto traz, assim, é comum que vez ou outra ele lhe diga alguns ‘nãos’.  A questão é como você responde a isto, sua resposta pode ocasionar um aumento ou uma diminuição do comportamento desafiador dele.

Vale sempre lembrar quem é o adulto da história, e isto não quer dizer que você pode sair gritando ‘faça o que eu mando pois sou eu quem mando aqui’, e sim, que cabe a você aprender a entender melhor o que seu filho precisa, afinal, você é o guia, não é mesmo?

1. Você fala realmente o que quer?

Nem sempre o que você vê como desafio é realmente um ato de teimosia. Você pode por exemplo, gritar para seu filho entrar, de dentro de casa, quando ele está lá no quintal.  Se ele não vier ao seu chamado, há uma chance de que ele não tenha escutado você chamar.  Prefira sempre instruções claras, dadas face a face.  Se possível, pergunte se ele entendeu o que você precisa. Assim, você evita mal-entendidos.

2. Esteja atento ao seu filho diariamente

Já ouviu falar que uma criança se comportou mal porque quer chamar a atenção?  É a mais pura verdade. Crianças querem ser vistas, mesmo que por uma ‘lente ruim’.  Você pode – e deve – dar atenção ao seu filho pelo menos um pouco por dia.  Conversar e estar atento ao que ele fez durante o dia, sem ter sempre um comentário negativo para fazer, é uma boa forma de evitar que seu filho ache que a melhor forma de ter você por perto é fazendo alguma travessura.

3. Elogie sempre que possível

Seu filho fez alguma coisa boa? Baixou a tampa do vaso, guardou os brinquedos no quarto, deixou as coisas em ordem, se vestiu sozinho ou fez alguma coisa que você pediu?  É muito importante elogiar, e mostrar o quanto você gostou deste comportamento.

Cuidado com os elogios ‘tortos’, aqueles em que você fala que ele “foi bom, mas…” isto dá a impressão de que nada do que ele faça será suficientemente bom.

4. Ofereça a ele um pouco de controle

Quando uma criança desafia, ele quer um pouco mais de controle sobre o que faz.   Uma boa forma de lidar com isto é oferecer opções. Quer um exemplo?

– Quer usar o casaco verde ou o azul?

– Brócolis ou cenoura?

Percebe que assim seu filho vai se sentir um pouco no controle, e isto vai diminuir a resistência ao que você pede. Tenha em mente que é preciso dar opções que sejam factíveis, tanto para você quanto para seu filho, ok?

5. Autoridade e recompensa

Todo mundo gosta de ser recompensado, com seu filho não é diferente.  Uma boa forma de dizer a ele o que fazer e ser obedecido, é oferecer a tarefa e uma recompensa.  Você pode dizer algo como “guarde suas roupas antes de ir brincar lá fora” ou “depois de comer tudo você poderá assistir televisão”.  É importante não voltar atrás no que disse, e ser firme.  Autoridade não tem que ser autoritária, está bem?

6. Tudo tem consequências

É preciso mostrar aos filhos que cada ação tem uma consequência.  O melhor caminho a fazer é explicar as consequências lógicas de cada comportamento.  Se seu filho agir errado, é preciso mostrar que isto lhe trará uma consequência negativa, algo como a perca de um privilégio.  Isto deve ser medido por um tempo justo – não adianta falar que vai tirar a televisão por tempo indeterminado.  É preciso dar a ele a clara noção de quando o ‘castigo’ vai terminar para não se tornar abusivo.

7. Reponsabilidade e liberdade

A melhor forma de mostrar ao seu filho que ele não precisa ser rebelde contigo, é estabelecer uma espécie de contrato de comportamento com ele.  Quer um exemplo? Se ele quiser acabar de ver um filme – o que vai fazer ele dormir um pouco mais tarde – você pode concordar, desde que ele vá dormir cedo pelos próximos dias. Percebe?

8. Aprendendo por meritocracia

Sabe aquelas promoções em que você tem que ir juntando alguma coisa – um cupom, uma tampinha, etc. – para depois trocar por um prêmio maior?  A ideia aqui é a mesma.  Você pode estipular com seu filho algo que ele queira, um prêmio, que vai depender do bom comportamento dele, e ir em seguida, dando a ele ‘fichas’ por cada boa ação, até que ele tenha ‘fichas’ suficientes para merecer o prêmio que deseja.  Este sistema é chamado de sistema token, em inglês, e é usado com muito sucesso para educação infantil, funciona como um bom disciplinador, porque os dois lados têm controle na questão.

Seu filho vê o progresso que faz e você acompanha seu desenvolvimento.  Você pode colocar o quadro em algum lugar em que ele veja com facilidade, e ir colando estrelinhas, ou outro adesivo que ele goste. Assim, ele vai saber que ao ter agido bem ‘por uma semana inteira’ poderá ganhar sete adesivos, e ficar mais próximo do objetivo final.

Espero poder te ajudar nessa jornada tão desafiadora que é a maternidade.  É muito importante ter em mente que todos nós temos dias bons e dias ruins, fases boas e fases ruins.  Ninguém melhor do que você para enxergar se o seu filho precisa de disciplina ou se simplesmente dormiu mal na noite anterior.  Um bom dia pra você ❤

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading