was successfully added to your cart.

Tudo sobre Método Montessori

O método Montessori entende que a criança precisa estar segura para se desenvolver. No entanto, um ambiente projetado para adultos não é o mais acolhedor para os pequenos. Isso, de certa forma, acaba inibindo o desenvolvimento.  Podemos dizer que essa metodologia de educação é pautada em três pilares fundamentais:

  • Ambiente adequado: A criança deve ser capaz de ir ao banheiro, beber água ou ir dormir sem ajuda de um adulto.
  • Adulto preparado: O adulto está ali para prestar ajuda, mas principalmente para estimular que a criança encontre as soluções sozinhas e de forma segura.
  • Criança equilibrada: A criança entende que é capaz de realizar algumas tarefas sem receber autorização e passa a lidar com a responsabilidade dessa liberdade.

Tudo sobre o método Montessori

O Método Montessori foi desenvolvido pela pedagoga italiana Maria Montessori e vem ganhando cada vez mais a atenção de pais e educadores. E não é para menos: o método propõe uma criação interessante e pautada em um ambiente mais acolhedor para as crianças.

O método compreende que, embora os pais almejem criar filhos independentes e seguros o próprio ambiente em que a criança vive – no sentido de espaço físico – foi pensado e projetado apenas para adultos.

Portanto, a criança demanda ajuda para pequenas tarefas, como deixar o próprio prato na pia da cozinha ou arrumar a própria cama. É justamente isso que o Montessori questiona e para o qual propõe algumas soluções interessantes.

Entenda o método Montessori

O método Montessori entende que a criança precisa estar segura para se desenvolver. No entanto, um ambiente projetado para adultos não é o mais acolhedor para os pequenos. Isso, de certa forma, acaba inibindo o desenvolvimento.

Podemos dizer que essa metodologia de educação é pautada em três pilares fundamentais:

Ambiente adequado:

O ambiente adequado é aquele que não somente garante o bem-estar emocional, mas que também estimula a independência. A criança deve ser capaz de ir ao banheiro, beber água ou ir dormir sem ajuda de um adulto.

Uma dica importante aqui é que esse ambiente deve também estimular a calma em detrimento da excitação. Por isso, cores neutras e menos chamativas e ambientes silenciosos e acolhedores são parte crucial da filosofia Montessori.

Adulto preparado:

O adulto que convive com essa criança precisa se preparar para lidar com ela e identificar as suas demandas. Ele está ali para prestar ajuda, mas principalmente para estimular que a criança encontre as soluções sozinhas e de forma segura.

Criança equilibrada:

A tendência natural é que a criança que cresce em um ambiente Montessori desenvolva melhor o seu autocontrole e até mesmo autodisciplina e confiança. Afinal, ela entende que é capaz de realizar algumas tarefas sem receber autorização e passa a lidar com a responsabilidade dessa liberdade.

É importante entender isso, pois, diferentemente do que algumas pessoas imaginam, não basta colocar escadinhas de acesso em todo canto para que a criança consiga realizar pequenas tarefas.

Os adultos que convivem com ela também precisam estar dispostos a abrir mão de algumas comodidades do dia a dia que podem, de alguma forma, prejudicar a aplicação da metodologia.

Principais dicas para implantar o método Montessori em casa

Se você ficou interessado em implantar o Método Montessori em casa, existem alguns primeiros passos que são fundamentais. No entanto, a adaptação total ao método leva tempo, já que os pais vão se acostumando aos poucos a tornar a casa mais funcional para a criança.

Eleve a criança ou traga o mundo para o chão:

Uma das maiores dificuldades dos pequenos para lidar com o dia a dia em casa tem relação com a altura das coisas. Por isso, o primeiro passo da adaptação é justamente tornar isso acessível para as crianças.

O mais acessível é usar banquinhos em que a criança possa subir para alcançar. Eles devem ser resistentes e possuir proteção contra queda.

Outra opção – essa um pouco mais custosa – é de fato pensar em uma casa adaptada, com pias mais baixas, vaso sanitário na altura da criança etc.

Utensílios seguros:

Na cozinha você também pode encontrar uma série de utensílios que são seguros para os pequenos. Uma faca sem ponta, ou um espremedor de frutas não elétrico, por exemplo, podem ajudar os pequenos na participação das tarefas.

Reduza o uso de tela:

Quando falamos em reduzir o uso de telas no método Montessori não nos referimos somente as crianças. Os pais precisam ser os exemplos dos pequenos.

Isso quer dizer que os próprios pais devem diminuir o uso de dispositivos como celular, televisão ou computador, ao menos quando estiverem na presença da criança.

O mesmo vale para brinquedos que são eletrônicos, cheios de luzes e efeitos. O ideal é que os pequenos sejam postos em contato com coisas mais simples, como blocos de montar, brinquedos de madeira, bonecos e bonecas de pano etc.

Coloque os itens das crianças em locais acessíveis

Para muitos pais há certo receio em deixar as coisas ao alcance dos pequenos. No entanto, o processo de aprendizagem também envolve essa consciência de que as coisas estão ali para serem usadas e guardadas.

Uma ideia interessante é deixar os itens seguros para os pequenos acessíveis. Por exemplo, os pratos e os talheres da própria criança podem ficar na parte debaixo do armário, de modo que ela possa pegar sozinha na hora das refeições.

A mesma dica funciona quando falamos de geladeira. Coisas que a criança pode comer durante o dia em suas refeições, como iogurtes e frutas, devem ficar ao alcance.

Principais benefícios do Método Montessori

Os benefícios do método Montessori, também conhecido como método Montessoriano, são diversos. Todos eles são a respeito do desenvolvimento da criança e dos sensos de responsabilidade e participação na rotina da casa.

Identificação de limites:

A criança começa a identificar por conta própria os limites e até a desenvolver mais o seu senso de autocuidado e responsabilidade. Afinal, tendo acesso as coisas ela passa a controlar melhor o impulso de pegar tudo.

Identificar capacidades e habilidades próprias:

A criança se sente mais livre para criar e exercitar a criatividade. O método Montessori ajuda muito nesse aspecto e acaba auxiliando no desenvolvimento dos pequenos.

Desenvolver ordem, coordenação e concentração:

Deixar a criança ter acesso as coisas, aos objetos e a participar das atividades da casa é fundamental para um desenvolvimento saudável e para a sensação de pertencimento, ordem e cuidado com a casa.

Nesse pacote podemos inserir a coordenação e a concentração como outros pontos a serem aprimorados conforme a criança consegue se locomover e interagir mais facilmente com o ambiente.

Estimular a independência e a criatividade:

Criar filhos criativos e independentes é uma missão complexa. Mas quando você permite que as crianças se movimentem livremente e garante a elas a segurança e o acesso para novas descobertas dentro de casa, você consegue auxiliar isso.

Efeitos Montessori na vida adulta

O mais importante e interessante a respeito do Método Montessori é que seus efeitos não se limitam a infância. Na verdade, crianças educadas a partir dessa metodologia tendem a colher seus frutos pelo resto da vida.

Na fase adulta, essas pessoas podem demonstrar maior facilidade em tomar decisões e se mostrarem mais responsáveis e capazes de atingir seus objetivos pessoais e profissionais.

Segundo o pediatra Steve Hughes, o método por si só estimula o desenvolvimento cerebral e pode expandir o desenvolvimento. Isso forma adultos mais conscientes e com algumas características comportamentais importantes, tais como:

  • Capacidade de tomar decisão;
  • Liberdade;
  • Senso de justiça;
  • Criatividade;
  • Independência;
  • Controle do corpo;
  • Autocrítica.

Por isso que o método Montessori não é apenas bom para a própria infância, que será regada de criações e boas memórias, mas também para uma vida adulta mais feliz e com potencial de grandes realizações pessoais.

2 Comentários

Deixe um Comentário