Ganhe adesivos juninos em todos os pedidos acima de R$100! Aproveite ;-)

5 dicas para criar uma boa relação pai e filhos

Apesar de ser convencional os principais cuidados com os filhos serem normalmente atribuídos à mãe, é extremamente importante para o desenvolvimento da criança, tanto no campo emocional quanto no comportamental e intelectual, que o pai também participe ativamente da vida do filho, desde os seus primeiros dias de vida.

Para criar e estreitar um vínculo afetivo entre o pai e a criança, é preciso que ele se faça presente e ensine ao filho que o papai também estará disponível quando preciso. O melhor é que a mãe também pode ajudar nessa empreitada!

Para entender melhor como colocar isso na prática, confira agora 5 dicas para criar uma boa relação pai e filhos:

1. Estabelecer a comunicação desde cedo

O ideal é que o pai comece a criar o hábito de conversar com a criança desde quando ela ainda está dentro da barriga da mãe. Isso leva o homem a acompanhar mais de perto o desenvolvimento do bebê e a construir laços afetivos, antes mesmo de chegar a vê-lo.

Se o futuro papai não costuma mexer, falar ou brincar com a barriga, a mãe deve convidá-lo a começar o quanto antes! Lembre-se: a criança escuta tudo o que acontece fora da barriga, e ela estar familiarizada com a voz do pai é uma ótima maneira de começar a criar essa relação!

2. Ter mais contato com o bebê

O contato de pele com pele ajuda o bebê e o papai a estreitarem seus laços afetivos. Peça ao pai que segure o bebê no colo sempre que for possível, isso ajuda a intensificar a sensação de confiança e segurança que o filho tem com o pai.

Uma ótima dica é que o pai leve a criança para tomar sol nos primeiros dias, pois, além de ter esse tempinho a sós, ainda dá um tempinho para a mãe tomar um banho mais demorado ou descansar um pouco.

3. Revezar as tarefas com a mamãe

Quem disse que trocar a fralda, alimentar o bebê, dar banho e colocar para dormir são apenas tarefas da mãe? O ideal é que o pai se reveze com a mãe para se encarregar dos cuidados do bebê.

Deixar que o pai se levante a noite para ver o motivo de choro do bebê, deixá-lo encarregado dos primeiros banhos e deixar que o pai coloque o filho para dormir às vezes são práticas que não só ajudam o pai a estreitar sua relação com o filho, mas também ajuda muito a mãe, o que fortalece, também, a relação do casal.

4. Brincar com o filho

Proponha ao pai que brinque bastante com a criança. Enquanto bebês, os brinquedos de encaixar ajudam a desenvolver a coordenação motora. Quando mais grandinhos, às idas a parques ou mesmo ao playground do prédio para brincar com a criança ao ar livre são alternativas divertidas e muito saudáveis para os pequenos.

Jogar vídeo game, jogar bola e outros tipos de jogos também são interessantes para a criança descobrir do que gosta e, quem sabe, encontrar um hobby em comum, que possa fazer junto com o pai!

5. Ajudar com a tarefa escolar

Se existe um momento em que a criança vai pedir, precisar e ficar muito feliz em ter a ajuda dos pais, é nas tarefas escolares. Ajudar com as tarefas da escola também é papel tanto da mãe quanto do pai. Além de essa ajudinha melhorar o relacionamento entre pai e filho, também beneficia, e muito, o aprendizado e o desenvolvimento da criança na escola, aumentando as chances do filho crescer e ser um adulto bem sucedido.

Por isso, é fundamental ser um pai presente na vida escolar do filho, não apenas ajudando na lição de casa, mas também comparecendo às apresentações de teatro, nas reuniões e festas da família, dedicado a melhorar cada vez mais a relação pai e filhos.

E então: você, mamãe, já tem começado a estimular o papai a ser mais próximo do bebê? E você, pai, como é sua relação com a criança? Têm outras dicas? Deixe o seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading