Bolsinhas, Sacos, Estojos e Organizadores com 20% off! Até 23/06. Use o cupom amo20

Consequências do Vício no seu Celular

O contato das crianças com o universo virtual está ocorrendo cada dia mais cedo. Não é raro ver até mesmo bebês loucos por celulares, tablets e computadores. Embora muitas vezes estes gestos sejam engraçados e curiosos, é preciso ter atenção e limitar este contato com a tecnologia, especialmente para os pequeninos.

Apesar deste contato com a tecnologia ser um caminho praticamente sem volta, é preciso começar a tratar esta sobrecarga digital rapidamente, antes que ela prejudique o desenvolvimento social, emocional e intelectual de seus filhos.

Sobrecarga digital e os prejuízos para as crianças

O contato em excesso com estes dispositivos pode prejudicar o relacionamento e desenvolvimento de laços afetivos e emocionais entre a família, e até mesmo prejudicar as futuras relações sociais do seu filho, à medida em que ele for crescendo.

De acordo com especialistas como a terapeuta familiar Susan Stiffelman, é responsabilidade dos pais orientar seus filhos sobre a forma mais adequada de se relacionar com o mundo digital. As crianças precisam aprender como utilizar estes recursos de forma complementar a outras atividades e não se tornarem dependentes da tecnologia.

O tempo em excesso em frente às telas de computadores e demais dispositivos eletrônicos, pode causar limitações no desenvolvimento social e afetivo, além de prejuízos a saúde das crianças, resultando males como o ganho de peso e tendências a desenvolver obesidade infantil.

Os estímulos errados que partem dos pais

Uma das principais causas da dependência infantil da tecnologia é o exemplo passado pelos próprios pais. Muitos adultos não se desgrudam de seus aparelhos e a qualquer sinal de novo contato, como alertas e toques, correm para checar e responder.

Também há casos em que mesmo ao lado dos filhos, em casa ou na rua, ao invés de estabelecerem contato visual e conversarem com as crianças que estão ao seu lado, os pais acabam passando muito tempo conectados com seus celulares e deixam de conversar. Em consequencia, devido à essa falta de atenção, muitas crianças acabam aprontando para então receber a atenção total de sua mãe ou pai.
Além disso, como crianças tendem a copiar seus pais, acabam incorporando este tipo de comportamento e iniciam hábitos ruis e nocivos à sua saúde, baseados em estímulos não muito saudáveis.

Dica para combater o vício do celular

Como sabemos que atualmente não há como não estar conectado, o ideal é encontrar um ponto de equilíbrio para corresponder às necessidades de contato e interação presencial com a família.

Uma dica para por isto em prática, é estabelecer horários e uma rotina para separar o tempo que se passa conectado à internet, do tempo que se deve dedicar aos filhos.

Experimente checar e-mails e mensagens durante os intervalos em que as crianças estão na escola, dormindo ou tomando banho, por exemplo. Assim, o tempo passado com elas não será prejudicado.

  • Dicas rápidas para regular o contato das crianças com a tecnologia
  • Evite usar celulares e dispositivos móveis durante passeios com a família
  • Retarde ao máximo a compra de celulares para crianças
  • Tire um tempo regular para conversar face a face com seu filho, sem distrações
  • Não dê sermões sobre porque não usar estes equipamentos, prefira ensinar pelo exemplo
  • Crie mais programas para serem feitos juntos, em família
  • Crie regras sobre o tempo que seu filho passará em contato com dispositivos digitais
  • Monitore estas regras e se mantenha firme diante delas

Texto baseado no “How to cut children’s screen time? Say no to yourself first”, disponível em: http://well.blogs.nytimes.com/2015/07/13/how-to-cut-childrens-screen-time-say-no-to-yourself-first/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading