was successfully added to your cart.

Meu Filho Tem Dificuldade de Aprendizagem, e Agora?

Você tem notado que o seu filho tem dificuldade em alguma disciplina da escola, não associa muito bem as informações e que o ritmo dele é mais lento que os demais da mesma idade?

Será que isso é uma dificuldade de aprendizagem real ou ele apenas tem um tempo diferente de assimilação? Bem, vamos direto aos conceitos.

A dificuldade de aprendizagem é uma condição neurológica que afeta a capacidade do cérebro de enviar, receber e processar informações. Uma criança com dificuldade de aprendizagem pode ter dificuldades em:

  • Ler;
  • Escrever;
  • Falar;
  • Ouvir;
  • Compreender conceitos matemáticos;
  • Compreensão geral.

Esse tipo de dificuldade inclui um grupo de distúrbios como dislexia, dispraxia, discalculia e disgrafia sendo que cada tipo de distúrbio pode coexistir com outro.

Vale lembrar que isso não tem a ver com doença física ou mental, condição econômica, cultura e nem indicam que a criança é fraca ou preguiçosa. Sendo assim, não devemos associar a dificuldade de aprendizagem com deficiências visuais, auditivas ou motoras – e menos ainda com retardo mental ou distúrbios emocionais, OK?

Entenda o ritmo e as preferências de cada criança

Muitas vezes podemos confundir o ritmo normal de cada criança com a dificuldade de aprendizagem. Algumas crianças têm mesmo um ritmo de desenvolvimento mais lento, mas são perfeitamente capazes de manter os estudos e outras atividades.

Também temos os casos das crianças que não têm muito interesse em atividades especificas de aprendizagem como um novo idioma, uma determinada habilidade como tocar um instrumento, uma disciplina escolar ou algum esporte, e isso não significa que tenha alguma deficiência de aprendizagem.

É preciso entender que assim como nós, os pequenos também terão gostos e preferências por algumas coisas e tudo que não for interessante para uma criança, certamente terá menos dedicação da parte dela. Além disso, todos temos habilidades natas e atividades que vão de encontro a elas serão aprendidas mais depressa.

O que causa dificuldades de aprendizagem?

Os especialistas dizem que não existe uma causa única e específica para as dificuldades de aprendizagem. No entanto, existem alguns fatores que podem causar dificuldades de aprendizagem:

Hereditariedade: uma criança, cujos os pais tiveram dificuldade de aprendizagem, pode desenvolver o mesmo transtorno.

Doença durante e após o nascimento: uma doença ou lesão durante ou após o nascimento ou consumo de drogas ou álcool durante a gravidez, trauma físico, crescimento deficiente do útero, baixo peso ao nascer e trabalho de parto prematuro ou prolongado.

Estresse durante a infância: um incidente estressante após o nascimento, como febre alta, traumatismo craniano ou má nutrição.

Ambiente: aumento da exposição às toxinas, como chumbo (em tintas, cerâmicas, brinquedos, etc.)

Comorbidade: Até 25% das crianças com distúrbio de leitura também têm TDAH. Por outro lado, estima-se que entre 15 e 30 por cento das crianças diagnosticadas com TDAH têm um distúrbio de aprendizagem.

Quais são os sinais de dificuldades de aprendizagem?

No desenvolvimento fisiológico normal, a criança adquire um certo conjunto de cognições básicas e habilidades motoras, então atrasos significativos neste desenvolvimento pode ser um sinal de deficiência de aprendizagem. Crianças com dificuldade de aprendizagem podem ter dificuldades com:

Pré-escola

  • Desenvolver habilidades de fala em idade normal (15-18 meses);
  • Pronunciar palavras simples;
  • Reconhecer letras e palavras;
  • Aprender números, rimas ou canções;
  • Concentrar-se nas tarefas;
  • Seguir regras e instruções;
  • Usar habilidades motoras.

Escola Primária

  • Conectar letras e sons;
  • Diferenciar palavras que soam semelhantes ou que rimam;
  • Ler, soletrar ou escrever com precisão;
  • Distinguir direita da esquerda;
  • Reconhecer as letras do alfabeto;
  • Usar símbolos matemáticos corretos;
  • Lembrar números ou fatos;
  • Memorizar poemas ou respostas;
  • Compreender o conceito de tempo;
  • Tarefas envolvendo habilidades motoras finas: segurar lápis, amarrar cadarços de sapato, abotoar camisa e assim por diante;
  • Manter o controle de seus próprios pertences, como itens de papelaria;

Ensino fundamental

  • Soletrar palavras semelhantes (ver/ser/ter – amar/andar/pegar), uso de prefixos, sufixos;
  • Ler em voz alta, escrever tarefas, resolver problemas de palavras em matemática;
  • Escrita à mão;
  • Memorizar ou relembrar fatos;
  • Compreender a linguagem corporal e as expressões faciais;
  • Mostrar reações emocionais apropriadas em um ambiente de aprendizagem;

 Como uma deficiência de aprendizagem é identificada?

 Identificar uma deficiência de aprendizagem é um processo complexo. O primeiro passo é descartar problemas de visão, audição e desenvolvimento que podem ofuscar a deficiência de aprendizagem.

Depois disso, a deficiência de aprendizagem é identificada por meio de avaliação psicoeducacional, que inclui testes de desempenho acadêmico junto à uma medida de capacidade intelectual.

Esse teste ajuda a determinar se há alguma discrepância significativa entre o potencial e a capacidade de desempenho (QI) de uma criança e o desempenho acadêmico da criança (desempenho escolar).

Como posso ajudar uma criança com dificuldade de aprendizagem?

A dificuldade de aprendizagem não pode ser curada. No entanto, com intervenção e apoio, as crianças podem ter sucesso na escola. Os pais e professores são as primeiras pessoas a perceber os sinais de dificuldade em ler, escrever ou aprender.

Portanto, se você acha que seu filho pode ter dificuldade de aprendizagem, procure a ajuda de um especialista em saúde mental, eles são as pessoas mais indicadas para fazer o programa de intervenção, terapia e até mesmo instruir aos pais para os melhores procedimentos a seguir.

A detecção rápida pode ajudar a criança a se beneficiar do tratamento ou terapia, por isso não subestime os sinais porque isso pode prejudicar a criança ao lidar com tudo isso, quanto mais cedo começar os tratamentos, melhor.

Quais especialistas abordar para o tratamento de dificuldades de aprendizagem?

Os seguintes especialistas podem trabalhar juntos para ajudar a diagnosticar e tratar a dificuldade de aprendizagem de uma criança.

Psicólogo Clínico: De preferência psicólogo com especialização em educação. O psicólogo clínico realiza um teste de inteligência específico (como o teste da Escala de Inteligência Wechsler para Crianças) para determinar se o funcionamento intelectual da criança está normal.

Isso ajuda a excluir o funcionamento intelectual limítrofe e o retardo mental leve, que podem afetar o desempenho acadêmico.

Educador Especial: Este profissional avalia o desempenho acadêmico da criança ao administrar testes educacionais padrões como teste de desempenho amplo e individual, sendo capaz de avaliar o desempenho da criança na leitura, ortografia, linguagem escrita e matemática.

Pediatra / Neurologista Pediátrico: se houver suspeita de deficiência de aprendizagem, o pediatra deve perguntar sobre o desempenho da criança na escola e orientar os pais para que façam a avaliação psicoeducativa da criança.

O pediatra também pode aconselhar os pais e o professor sobre a utilidade da educação corretiva. Um neurologista pediátrico registra a história clínica detalhada e faz um exame físico completo para excluir as demais doenças médicas.

Psiquiatra Infantil: verifica se há sintomas de TDAH, pois pode coexistir com qualquer tipo de dificuldade de aprendizagem. O psiquiatra também verifica se há outros distúrbios que podem ser a causa do baixo desempenho acadêmico.

Deixe um Comentário