Bolsinhas, Sacos, Estojos e Organizadores com 20% off! Até 23/06. Use o cupom amo20

5 Dicas de Roupas de Bebê para Levar em uma Viagem

Viajar é maravilhoso. Faz a gente ganhar perspectiva e aumentar os nossos horizontes. Mas as viagens também podem ser estressantes. Seja de carro, trem, ônibus ou avião, é muito importante viajar com as roupas adequadas. Por isso, é bom se organizar com antecipação e saber quais são as peças que não podem faltar na mala.

Se isso é importante para nós, adultos, imagine para os bebês! Longos períodos fechados dentro de um veículo, o movimento, as mudanças, os barulhos. Tudo isso pode fazer com que eles fiquem irritados. Uma boa forma de evitar situações incômodas, especialmente para os bebês, é levar roupas apropriadas.

Veja a continuação 5 dicas de roupas de bebê que não podem faltar em uma viagem!

1. Que seja confortável

Você pode ser muito prática e pensar nas roupas de bebê mais úteis para viajar, mas já pensou se essas roupas são as mais confortáveis para o seu bebê? Lembre-se que as opções para mudar de roupinha são bem limitadas em uma viagem. Por isso, é importante pensar bem na hora de fazer as malas.

A roupa não precisa ser só forte, bonita ou conveniente. Se o bebê não a encontra confortável, ele manifestará o seu desgosto durante a viagem toda ou até você conseguir trocar a roupa dele.

Muitos casais que viajam pela primeira vez com um bebê acham fofo colocar acessórios, como uma faixinha ao redor da cabecinha, ou vesti-lo com roupas que ficam incríveis no Instagram. Mas o estilo não é o importante em uma viagem. O conforto sim.

Uma boa opção são os conjuntos, que permitem a possibilidade de mudar de combinações de maneira rápida, sem perder o estilo.

2. Fácil de pôr e tirar (camadas)

Ponto um: correto. A gente já escolheu as roupas de bebê mais confortáveis, e agora? Agora é questão de ter certeza que elas sejam fáceis de pôr e de tirar. Por quê? Porque como toda mãe sabe, quando a natureza chama o bebê responde sem duvidar. E no meio de uma viagem precisamos poder atuar rápido não só pelo bem-estar e higiene do bebê, mas também pelo bem-estar dos outros viajantes.

Há roupas que parecem ideais para viajar, porque são confortáveis, mas na hora de precisar trocar as fraldas, por exemplo, podem se revelar bastante incômodas. Por isso, a segunda dica que você deve considerar quando fizer as malas é essa: que seja fácil de pôr e tirar!

Um exemplo clássico deste tipo de roupa é o body ou o macaquinho. Confortáveis, fáceis de tirar e de pôr e, ademais, fofinhos!

Pense em camadas de roupa

A temperatura do ambiente pode ser diferente no lugar da partida, dentro da estação ou aeroporto, dentro do transporte e no lugar de destino. Por isso, é sempre bom vestir o bebê por camadas leves de roupa, assim você pode acrescentar ou diminuir as camadas de acordo com as circunstâncias.

3. Que seja facilmente lavável

Esta dica é sempre bem-vinda em qualquer situação, mas ela é especialmente útil quando falamos de viagens. Os bebês costumam se sujar, né?

Quando viajamos as nossas opções ficam reduzidas. Não temos a variedade de roupas que temos em casa e não temos acesso a uma lavadora automática quando estamos, por exemplo, a 35 mil pés de altura.

Uma roupinha fácilmente lavável significa que ela pode voltar a se usar logo depois de ter sido suja. Assim, podemos aproveitar melhor os recursos que temos, por exemplo: o espaço na mala!

Mais uma coisa: que seja fácilmente lavável também quer dizer que seque rápido. De pouco serve uma roupinha que demora muito para secar quando estamos viajando!

4. Inclua um sling

OK, tecnicamente não seria uma peça de roupa, né? Mesmo assim ela não pode faltar na mala do seu bebê. Um sling é um pano que é ajustado ao corpo da mãe ou do pai para carregar o bebê numa posição anatômica e confortável.

O sling é uma peça muito antiga. Os índios do Brasil, as mães africanas, na Índia, ao redor do mundo as mulheres de distintas culturas usavam e ainda usam estes tecidos para transportar as crianças no dia-a-dia. Recentemente, a cultura ocidental descobriu as vantagens dessa peça milenária, mas ela sempre esteve conosco.

Em uma viagem, dificilmente poderemos levar o carrinho para transportar o bebê. Por isso, o sling é uma solução prática e até estilosa. Há hoje um monte de opções para escolher: você pode procurar no site de alguma companhia que os faça ou até pode falar com uma artesã que utilize técnicas tradicionais.

De qualquer jeito, se trata de uma peça bem útil e confortável.

5. Pense no clima

Pronto. Você já conseguiu arrumar a mala do seu bebê. Já selecionou as roupas mais confortáveis, fáceis de pôr e tirar e facilmente laváveis. Já botou também o sling e todas as outras coisas que um bebê precisa ter, além da roupa. Já está saindo para o aeroporto, está tudo certo.

Antes de subir no avião, você decide checar mais uma vez o clima que fará no lugar de destino. Aí você descobre que o prognóstico mudou e parece que vai chover a semana toda. Você está levando roupa de chuva?

É importante estar preparada para qualquer eventualidade climática. Vai ter sol? Leve um guarda-sol, um chapeuzinho para o seu bebê. Está indo para um lugar muito quente? Já pensou em levar um mosquiteiro? Ou está indo para um lugar frio? A previsão é tudo.

Além de roupas de bebê, saiba o que mais levar

Além do kit indispensável que toda mãe consegue arrumar de olho fechado (fraldas, biberão, chupeta, etc.), há alguns itens que podem nos ajudar a viajar com um bebê sem inconvenientes. Por exemplo: proteção para as orelhas. O quê? Veja:

A mudança de pressão quando o avião decola ou aterrissa pode gerar um grande desconforto em adultos e crianças, mas os ouvidos dos bebês são bem mais frágeis e sensíveis. Por isso, protegê-los é indispensável.

Um saquinho de dormir pode ser muito útil também. O seu bebê tem uma naninha preferida? Leve-o. Isso fará com que ele se sinta mais confortável.

Você sabe que o bem-estar do seu bebê é a prioridade. Por isso, lembre dessas dicas para desfrutar de uma viagem inesquecível sem preocupações. Você merece.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading