Ganhe adesivos juninos em todos os pedidos acima de R$100! Aproveite ;-)

Anticoncepcional masculino no Brasil

Ter um anticoncepcional masculino que atue de forma parecida com os anticoncepcionais femininos não é um tema novo. 

Entretanto, apesar de muitos estudos ainda não foi possível desenvolver uma pílula ou injeção que afete a fertilidade dos homens por um curto período de tempo.

Contudo, a ciência continua evoluindo nessa busca e recentemente foi feita divulgação de um método contraceptivo não hormonal para os homens que dura até 10 anos, mas que pode ser revertido. Se trata da injeção anticoncepcional masculina Risug.

No artigo de hoje detalhamos mais sobre o assunto, inclusive efeitos após a aplicação e como funciona o processo de reversão. Acompanhe a leitura e fique por dentro do tema.

Anticoncepcional masculino no Brasil

O método contraceptivo masculino mais conhecido é a vasectomia. Porém, se trata de uma esterilização definitiva e esse não é o desejo de muitos homens. Ademais, existe o prático preservativo que evita a gravidez e também doenças sexualmente transmissíveis.

Mas, nas últimas décadas, diversos estudos tem sido feitos com foco em encontrar um anticoncepcional masculino que possa evitar uma gravidez indesejada, mas que tenha ação semelhante aos contraceptivos femininos.

Segundo a Dra. Amanda Wilson, em entrevista ao The Telegraphde acordo com a previsão científica, ainda levará entre 30 e 50 anos para que uma pílula anticoncepcional masculina seja realidade.  A médica é especialista em saúde pública pela Universidade de Monfort.

Entretanto, já existe outra possibilidade que deverá ser liberada ao mercado ainda em 2023. Se trata da injeção anticoncepcional masculina que promete evitar uma gestação indesejada por um longo período.

Injeção anticoncepcional masculina

A injeção anticoncepcional masculina foi desenvolvida por Sujoy Guhaum engenheiro biomédico indiano. Os estudos começaram em meados de 1970 e as etapas de testes se findaram recentemente, apontando sucesso na apuração final. 

Após cerca de 300 voluntários testarem a injeção, foi comprovado 97% de eficácia na contracepção. Desse modo, a injeção RISUG deve ser liberada para comercialização em breve.  

A sigla RISUG vem do inglês e corresponde às palavras traduzidas como Inibição do Esperma Sob Controle.

Como é a aplicação da injeção

A injeção anticoncepcional masculina é aplicada sob anestesia local. Isso porque a substância deve ser injetada diretamente nos ductos deferentes, próximo à bolsa escrotal, impedindo que os espermatozóides maduros cheguem até o líquido seminal.

O composto da injeção é um gel feito a base de anidrido maleico de estireno que reveste as paredes dos ductos. Esses polímeros não hormonais tem a função de cortar a cauda dos espermatozóides. Desse modo, eles serão incapazes de fertilizar o óvulo feminino.

Após a aplicação, pode haver temporariamente inchaço da bolsa escrotal, dores leves no local da injeção e também na virilha. Mas, dentro de até 4 semanas, esses efeitos tendem a desaparecer completamente.

Tempo de ação da injeção anticoncepcional masculina

Mesmo sem ter em sua composição nenhum hormônio, o efeito da injeção anticoncepcional masculina prevê pelo menos 10 anos de infertilidade. 

Mas, e quando o homem decidir ter filhos? Como será possível “reativar” a fertilidade? Somente após uma década?

Não. A reversão do processo é possível antes dos 10 anos, bastando a aplicação de outro composto a base de água e bicarbonato de sódio – também injetável – que anula o efeito contraceptivo da primeira injeção.

Vasectomia versus injeção anticoncepcional masculina

Na comparação com a vasectomia, que é um dos métodos contraceptivos adotados por muitos homens, a injeção demonstra algumas vantagens.

A vasectomia é um procedimento considerado simples e eficaz, porém, é irreversível em uma alta porcentagem dos casos, sendo também mais dolorido do que a injeção. 

Ambos os procedimentos são realizados sob efeito de anestesia, mas a dor referente à injeção é bem menor. Além disso, a vantagem mais evidente é a possibilidade de reversão, dando ao homem maior controle sobre a decisão de ter filhos ou não.

Isso porque para o sexo masculino é possível se manter fértil praticamente durante toda a vida, diferente da mulher que possui mais restrições com relação a idade para engravidar

Influência de questões culturais

No Brasil, um dos aspectos que podem impactar na adesão do anticoncepcional masculino é a cultura do país. 

Por exemplo, mesmo hoje, muitos homens ainda observam a vasectomia como algo que afeta negativamente a sua masculinidade. 

Embora seja um procedimento que já existe a mais de 100 anos, muitos rapazes ainda acreditam que terão seu desempenho sexual impactado através da vasectomia. Essa visão é um tanto machista, mas é uma realidade.

Apesar de tanto se falar sobre a igualdade de direitos entre gêneros masculino e feminino, na prática, muitos homens não veem com bons olhos a possibilidade de assumirem os cuidados com a contracepção. Essa mentalidade, com certeza representa uma barreira a ser ultrapassada.

Contracepção é obrigação da mulher ou do homem?

Vale refletir que com o advento do anticoncepcional masculino, a responsabilidade de evitar uma gravidez por esse método ganha mais igualdade entre homens e mulheres. 

Infelizmente, ainda é comum que o peso de evitar uma gravidez indesejada recaia sobre as mulheres, apenas pelo fato de os métodos contraceptivos convencionais serem mais voltados à elas. 

No entanto, não são poucas as mulheres que não podem fazer uso de pílulas anticoncepcionais- e outros métodos a base de hormônios – por questões de saúde. Nesse contexto, a contracepção masculina através da injeção pode ser uma alternativa muito interessante.

Por fim, vale salientar que dentro de uma relação afetiva, a obrigação de se prevenir contra uma gestação fora de hora é do casal. Ambos devem assumir a responsabilidade e escolherem o método contraceptivo mais adequado, seja ele para a mulher ou para o homem. 

One response to “Anticoncepcional masculino no Brasil

  1. Bom dia
    Terminou 2023 estou procurando pela injeção e não encontrei.
    Devido a importância do tema para muitos seria de grande valia um maior engajamento da midia para a implantação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading