Já identificou seu material escolar? Nós podemos te ajudar ;-)

Como identificar e lidar com uma criança bagunceira?

Olá, mamãe! Neste post vamos falar sobre como identificar e lidar com uma criança bagunceira. Muitas vezes, por falta de conhecimento, julgamos que nossos filhos tenham algum transtorno psiquiátrico que justifique o seu comportamento. Mas relaxa, nem sempre é o caso.

Algumas crianças são ligadas no “220W”, enquanto outras nem tanto, pois são mais sossegadas e preferem se isolar. Acontece que essas situações não necessariamente representam um problema sério. Elas podem se tratar apenas de características típicas da faixa etária.

Pensando nisso tudo, resolvemos ajudar você a identificar se, afinal de contas, seu filho é ou não bagunceiro e como lidar com isso. Confira:

Como identificar uma criança bagunceira ou hiperativa

Crianças têm muita energia: correm, pulam, brincam, falam alto, bagunçam e, em alguns momentos, podem ser desobedientes. E, nessas circunstâncias, podemos tirar a conclusão precipitada de que são hiperativas.

O fato delas serem birrentas, barulhentas ou até mesmo agressivas, pode ou não estar associado a uma patologia. O que queremos dizer é que às vezes esses comportamentos podem estar relacionados a fatores físicos (como dores ou uso de remédios), TDAH (ou demais patologias) e, principalmente, a falta de limites.

Entenda: uma criança que sofre com o Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) tem dificuldade para se concentrar, pois pensa em várias coisas ao mesmo tempo.

Quando se depara com atividades monótonas ou que não causem empolgação, a criança com TDAH trata de buscar outra coisa para se concentrar, como conversar com o colega, desenhar no caderno, mexer na mochila ou simplesmente pensar em qualquer outra coisa.

Isso pode ocorrer em atividades simples, como ajudar nas tarefas domésticas e assistir às aulas da escola. Para não ter erro, verifique se o comportamento da criança está prejudicando seu aprendizado ou convívio social. Em caso afirmativo, consulte um pediatra.

Mas bagunça não significa doença! Se as descrições acima não se encaixam no perfil do seu filho provavelmente ele é uma criança bagunceira e você precisa lidar com isso.

Como lidar com uma criança bagunceira

Uma criança que adquire hábitos de organização não traz vantagens apenas para si, mas para toda a família. Até porque, um ambiente para ser calmo e harmonioso, precisa da colaboração de todos os envolvidos.

É desse jeito que ela consegue desenvolver conceitos de responsabilidade, cooperatividade, independência, valorização do trabalho e autoestima. Mas, para isso, temos que avisar: você precisará recorrer a algumas estratégias motivadoras. Veja:

Dê o exemplo

Os filhos adoram imitar os pais e tudo do mundo adulto. Portanto, se nós gritamos, falamos palavrões e somos desorganizadas, não podemos esperar outro comportamento deles. Não adianta somente exigir que seu filho seja organizado: você, mamãe, precisa ser o exemplo.

Para cultivar um comportamento adequado em seus filhos, respire fundo antes de falar. Lembre-se: o poder é seu e cabe a você determinar o tom das situações.

Crie uma rotina

Com uma rotina diária, a criança terá hora para se alimentar, para brincar, para dormir e para estudar. Sendo assim, ela automaticamente canalizará sua energia para momentos apropriados e não haverá brecha para bagunça.

A melhor forma de ensinar o que é certo ou errado para uma criança, é por meio de regras e limites claros. Para isso, usar um planejador semanal pode explicitar as atividades certas para cada parte do dia.

Não faça as tarefas pela criança

O que tem para ser feito pela criança, ela mesma precisa fazer. Nesse sentido, evite recolher os brinquedos do seu filho, pois ele tem que entender que as coisas não voltam sozinhas para o lugar e que as pessoas não devem fazer tudo por ele.

Para que a organização pareça uma outra fase da brincadeira, permita que ele cole adesivos coloridos em seus sapatos e etiquetas de identificação nas suas roupas e coisas.

Elogie seu filho

Reconheça os pequenos gestos e não espere perfeição. Castigar excessivamente seu filho por ele ser bagunceiro não ajudará em nada. Em vista disso, não se deixe dominar pelo desespero. Seja paciente e flexível para que tudo corra bem.

Educar requer tempo, mas prometemos que vale a pena.

Agora você já está preparada para identificar e lidar com uma criança bagunceira, certo? Então, aproveite para conhecer nossas etiquetas de organização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading