was successfully added to your cart.

Criança Perdida – o que Fazer para Ajudar?

Praias, shoppings, parques e eventos são alguns dos lugares onde muitas crianças se perdem com frequencia.  É assustador !  Esse post vai te ensinar o que fazer caso você encontre um pequeno perdido de sua família.  São práticas simples que podem ser adotadas para amparar a criança durante a situação.

  • Acalme a criança;
  • Converse com ela para obter o maior número de informações sobre os responsáveis;
  • Não se afaste do local onde a encontrou, pois os pais podem estar circulando por ali;
  • Se for um local com menor circulação de pessoas, procure um posto de saúde, de bombeiros ou policial para pedir ajuda;
  • Ligue para a polícia (190) ou os bombeiros (193) para informar o caso e solicitar orientação.
  • Permaneça ao lado da criança até que os responsáveis apareçam ou até que um adulto de confiança – policiais, seguranças, gerentes de loja, bombeiros…- assuma a responsabilidade.

São dicas simples que podem auxiliar nesse momento. Mostre para a criança que você está ali para ajudá-la e procure mantê-la calma e segura até que tudo se resolva. Leia mais agora.

Criança Perdida – Como Ajudar?

Vem chegando as festas de final de ano e as férias de verão. Muitas famílias decidem fazer passeios para distrair os pequenos. Com isso, todos os pontos turísticos e de lazer tendem a ficar muito cheios. O cenário se torna propício para que as crianças se percam.

Diante de uma situação como essa, os adultos ao redor precisam saber como agir. Afinal, a criança que se perde dos seus responsáveis deve contar com o suporte de outras pessoas para que tudo se resolva da melhor maneira e no menor tempo possível.

O seu papel nisso pode ser crucial para evitar mais sofrimento ao pequeno e à sua família. Então, continue lendo esse conteúdo até o final e saiba o que fazer se encontrar uma criança perdida próxima a você – ou se você tiver a desventura de perder a sua.

Como agir com uma criança perdida?

Primeiro, é importante entender que a criança perdida tende a estar muito assustada com a situação. Se para os pais ou responsáveis perder uma criança é um dos maiores medos, para os pequenos o sentimento não é diferente.

Ciente de como a criança deve estar se sentindo, é importante que o adulto mantenha a calma ao conversar ela, demonstrando segurança. Definitivamente, a criança não precisa sentir mais medo ao se deparar com alguém tão assustado quanto ela diante da situação.

Obtenha informações:

Com a criança mais tranquila é mais fácil conversar e tentar obter alguma informação válida para ajudá-la a voltar para os pais.

Então, abaixe-se para ficar da altura da criança e tente descobrir alguma coisa. Comece perguntando o seu nome, e as poucos tente descobrir o nome dos pais ou responsáveis – e outros dados que possam ajudar a encontrá-los.

Isso será mais fácil com crianças maiores, com 5 ou 7 anos. Afinal, nessa idade elas já conseguem dar mais detalhes sobre a situação, falando com quem estavam e como ocorreu a separação.

Se perceber que a criança está confusa, justamente por estar aflita e com medo, sugira você mesma algumas possibilidades: você estava com a mamãe? Ou com a vovó?

Vá construindo uma narrativa que faça sentido de acordo com o ambiente onde estão. Por exemplo, se estiverem em um shopping, sugira: a mamãe estava em uma loja de roupas?

Com isso, a criança começa a organizar um pouco o pensamento e com perguntas de “sim e não”, o adulto consegue ir tirando dados uteis para ajudar o pequeno.

Não saia andando com a criança

Na hora da empolgação e vontade de socorrer a criança que se perdeu, é normal ter o impulso de circular com o pequeno para tentar encontrar os pais. O problema é que isso pode comprometer a referência de local dos próprios adultos que estão procurando pela criança.

Por exemplo, se você encontra um menino ou menina na praça de alimentação de um shopping, é muito provável que os responsáveis estejam por ali também. Então o ideal é manter o local com a esperança de que alguém apareça.

Pedir para anunciar o nome pode ajudar muito!

Uma das melhores soluções para um caso de criança perdida é buscar ajuda com algum responsável do local. Shoppings, lojas e parques podem anunciar o nome da criança no alto-falante, dando uma indicação do local em que ela está.

Em geral, os seguranças usam rádios de comunicação para informar o caso rapidamente em todas as portas de entrada e saída, e isso coloca muitas outras pessoas em alerta.

Busque uma autoridade

Em caso de locais públicos, você pode procurar por uma autoridade. Um segurança ou gerente de loja poderá ajudar na resolução do desencontro.

Em outros casos você pode buscar ajuda em postos de saúde, postos policiais ou pontos de referência próximos onde acredite que os responsáveis pela criança possam procurá-la ou notificar o que aconteceu – buscando colocar mais pessoas em alerta – o que pode auxiliar nas buscas.

Chamar ou não chamar a polícia?

Aqui está uma das maiores dúvidas de quem quer ajudar uma criança perdida. Existem diferentes situações e em algumas delas pode ser necessário, sim, buscar ajuda da polícia. Sobretudo, se o desencontro tiver ocorrido há muitas horas.

Nesse caso, fique com a criança e entre em contato pelos números de emergência. São eles:

  • Polícia 190;
  • Bombeiros 193.

Depois de fazer o contato, aguarde a chegada da autoridade ao local. Permaneça ao lado da criança perdida por todo esse tempo. Lembre-se que por enquanto você é a referência de segurança desse pequeno.

Meu filho se perdeu

Pode parecer absurdo, mas perder uma criança num local movimentado é mais comum do que você imagina. Se isso acontecer com você, reforçamos, tente manter a calma.

A situação pode desestabilizar os pais, trazer pânico e o sentimento de medo certamente pode induzir à ações que ao invés de ajudar, pode dificultar o reencontro. Então, mais uma vez: respire e tente manter a calma!

Por mais que o impulso inicial seja de correr por diferentes ambientes, não se afaste demais do local onde viu a criança a última vez. É muito provável que ela esteja por ali te procurando também.

Oriente seu filho sobre como agir

Também é importante conversar com a criança e explicar o que ela pode fazer no caso de se perder. Oriente-a sobre procurar por um adulto e pedir ajuda, ou mostre um ponto de referência como local de encontro caso isso aconteça.

Fale com a criança de forma clara, mas sem trazer medo e pânico em torno do assunto. Como dissemos antes, a criança mais calma tende a fornecer mais informações úteis para quem decide ajudá-la.

Ensine o número de telefone:  Uma das dicas mais importantes é: ensinar o número de telefone ao seu filho. Ajude para que ele saiba como solicitar apoio de alguém conhecido sempre que necessário. Essa dica foi dada no Guia Infantil que você pode acessar aqui. Vale a pena a leitura!

Divirta-se com segurança

Perder os filhos em qualquer ambiente, sejam eles movimentados ou não, traz imediatamente a sensação de desespero. Mas você pode diminuir a força desse sofrimento usando uma pulseira de identificação no bracinho do seu pequeno.

Na Grudado em Você há pulseiras especiais para identificar as crianças com o nome e número de contato. Assim, caso o seu filho se afaste por alguma razão, rapidamente alguém pode contatá-la através dos dados contidos no pulso.

As pulseiras são estilosas e divertidas, e as crianças adoram! Mas acima de tudo, elas são muito úteis e ajudam pais e filhos a se sentirem mais seguros nos passeios e tardes de diversão.

Prevenir é sempre melhor que remediar. Divirtam-se com segurança e sempre oriente seus filhos sobre como agirem diante de qualquer emergência em locais públicos.

Deixe um Comentário