was successfully added to your cart.

Como ajudar meu filho com déficit de atenção?

Ser mãe é um momento lindo para toda mulher. Ter um filho, cuidá-lo e educá-lo é bem desafiador. Quando uma mãe tem uma criança com déficit de atenção, por exemplo, é natural surgir algumas preocupações a mais.

Afinal, como ajudar meu filho com déficit de atenção?

Essa é uma das principais dúvidas que todas mães fazem ao receber o diagnóstico da doença do seu pequeno.

E se você está aqui é porque também está passando por essa situação, certo? Mas, fique tranquila! A boa notícia é que a partir de agora você vai saber exatamente tudo sobre o assunto e o que vai poder fazer.

Confira mais a seguir.

O que é déficit de atenção?

O déficit de atenção, também conhecido como TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade), é um distúrbio neurobiológico que se manifesta, geralmente, na infância e percorre durante a vida de uma pessoa.

A falta de atenção, agitação e inquietude são alguns dos sinais de déficit de atenção em uma criança.

Na maioria dos casos, uma mãe consegue identificar essas características durante a fase escolar do filho, principalmente porque o pequeno está em contato com um ambiente novo, precisa se adaptar com pessoas diferentes e apresenta dificuldades em relação a isso.

Quais são os sintomas do déficit de atenção?

Alguns dos principais sintomas já citamos anteriormente, mas existem outros pontos comportamentais que são possíveis de perceber em um filho com déficit de atenção.

Sabe quando a criança esquece frequentemente algo, seja algum brinquedo, material escolar ou até mesmo não lembra do que estudou na última aula? Isso também é uma das características do TDAH.

No colégio, alguns pequenos com déficit de atenção tendem a interromper os coleguinhas enquanto falam, não conseguem esperar algumas situações e são mais impulsivos. Essas situações também afetam o desenvolvimento da pessoa.

Como ajudar meu filho com déficit de atenção?

Quando você recebe o diagnóstico e identifica que seu filho tem TDAH, naturalmente algumas mudanças precisam acontecer. Cuidar e educar uma criança com déficit de atenção exigem abordagens diferentes.

Uma das principais ações que você deve desenvolver com a criança são as técnicas comportamentais para iniciar com o tratamento do déficit de atenção.

Existem diversas técnicas que você pode fazer com seu filho, sendo que elas fazem parte do que chamamos de Terapia Cognitivo-Comportamental.

Aqui, basicamente, é buscar mostrar à criança que há bons comportamentos e que existem outros que devem ser evitados. Respeitando cada um desses pontos, o pequeno recebe boas recompensas ou advertências.

Para saber como aplicar essas abordagens com seu filho, veja abaixo.

  1. Determine quais são bons e maus comportamentos

O primeiro ponto é verificar quais comportamentos você quer que a criança tenha e quais deseja que ela evite. O seu filho deve seguir como indicado, para receber algum tipo de recompensa ou, caso contrário, terá algumas consequências.

Todas as regras devem ser claras e objetivas para facilitar o entendimento da criança. Uma boa maneira de fazer o pequeno cumpri-las é através de um sistema de pontos.

Se o seu filho tem um bom comportamento, irá acumular pontos para depois ganhar uma quantia de dinheiro, ganhar um videogame ou uma bicicleta, por exemplo. Em casos de mau comportamento, você pode deixá-lo sem assistir TV, não ter acesso ao celular, etc.

  1. Defina regras específicas

Como dito anteriormente, busque especificar quais são as regras que a criança deve seguir. Uma boa dica é anotá-las em um quadro branco, usar um quadro de tarefas simples ou de incentivo e colar na parede em um local fácil de visualização.

Para cada regra, insira recompensas. Em relação ao descumprimento de cada conduta, deixe claro quais serão os efeitos.

Vale lembrar que o ato de recompensar vai facilitar com que o seu filho entenda o que é aceitável e irá desencorajá-lo a fazer o inaceitável. Entretanto, não esqueça que erros irão aparecer e está tudo bem.

Será necessário ter muita atenção e paciência com o pequeno, afinal, pessoas com TDAH precisam disso no dia a dia, principalmente em um período inicial de mudanças comportamentais. Então, todas as mães devem ficar atentas a isso.

  1. Ajude a evitar condutas agressivas

Se o seu filho apresenta comportamentos agressivos, saiba que é uma característica comum em que tem déficit de atenção. A melhor forma de agir diante dessas condutas é impor algumas advertências.

É necessário que a criança entenda o conceito ao adverti-la. Busque explicar de uma maneira calma e simples. Diga que essa ação é um momento necessário para o pequeno repensar no que fez e ter um comportamento diferente na próxima vez.

  1. Crie uma rotina diária

Nada melhor para ter uma mudança de comportamento do que aplicar uma rotina diária, e para as crianças com déficit de atenção não é diferente. Procure criar uma rotina ao seu filho.

Busque estabelecer horários para acordar, tomar café, brincar, fazer as lições de casa e dormir. Uma boa dica é impor pequenas ações no dia a dia para incentivar a criação de hábitos do pequeno. Você pode usar um quadro de rotina para facilitar as tarefas.

Por exemplo, ao acordar peça para que ele arrume a cama ou deixe o pijama dobrado em algum lugar. Mostre que essas atitudes são importantes e devem ser seguidas diariamente.

  1. Imponha limites às distrações

Um dos maiores desafios atuais em relação a criação de um filho é o acesso a estímulos digitais. A criança com TDAH é facilmente suscetível ao uso de smartphones, videogames e televisão. Por isso que você, mãe, precisa aprender a impor limites ao tempo que seu pequeno fica em frente às telas.

Dê a liberdade para usar um pouco o aparelho eletrônico, porém deixe claro quais são as regras para isso. Lembre-se sempre de estimular a verdadeira essência da infância, ou seja, as brincadeiras ao ar livre, jogos de tabuleiro, pinturas, etc.

Dessa forma, você vai conseguir lidar de uma forma consciente e tranquila com o tratamento do distúrbio.

  1. Faça um ritual do sono

Um grande problema para uma criança com TDAH é a hora do sono. Pensamentos agitados, desatenção e inquietude podem interferir até nessa hora que é tão preciosa. E é aqui um dos momentos que você também pode ajudar seu filho.

Procure fazer um ritual do sono com a criança, ou seja, diminua o tempo de assistir televisão, evite a ingestão de açúcar ou cafeína antes de ir para cama, leia um livro para ele e estimule uma conversa tranquila.

Isso tornará a noite do seu pequeno muito mais calma e relaxante.

A fase para promover algumas mudanças comportamentais na vida da criança é longa. Em seu papel como mãe é muito importante ter paciência, não se cobrar excessivamente e, acima de tudo, ser compreensível.

E ah, além dessas dicas, lembre-se de buscar um acompanhamento psicológico para orientar a evolução do processo cognitivo-comportamental do pequeno. Isso é algo primordial para todas as pessoas com TDAH.

Gostou do artigo? Se você quer conferir mais dicas e melhorar ainda mais a sua vida de mãe, confira o blog da Grudado Em Você.

Até a próxima!

Deixe um Comentário