was successfully added to your cart.

Educando com Firmeza e Assertividade

O dilema de conseguir manter a voz de autoridade sobre os filhos, sem parecer autoritário é uma grande questão que pode preocupar muito os pais, já que equilibrar amor, carinho e ternura com disciplina, autoridade e obediência é um exercício que requer muita experiência e prática para não errar na medida.

É comum observar situações em que os pais advertem os filhos e fazem ameaças corriqueiras como: “Se você não entrar agora, ficará amanhã o dia todo de castigo” ou “Me obedeça ou não iremos mais à festa”, além de muitas outras afirmações rotineiras.

O problema deste tipo de ameaça é que na grande maioria das vezes são vazias e sem consistência, o que faz com que as crianças não acreditem nas punições e acabem agindo da forma como bem querem.

Firmeza gera Obediência

Para seu filho realmente acreditar em suas palavras, você precisa ser firme e coerente nas suas abordagens, além disso, é necessário dar comandos claros, para facilitar o entendimento da criança e cumprir as determinações propostas.

Ser firme não significa gritar, na realidade, ficar gritando com seu filho, especialmente à distância, faz com que ele não entenda claramente o que está falando e encare o processo como um jogo ou uma brincadeira. Se aproxime dele e fale usando um tom sério, com uma voz firme.

Além de evitar o grito, ser coerente é fundamental, pois não adianta um dos pais apontar que determinado comportamento está errado e outro pai ou responsável considerar a mesma atitude algo normal. Mantenha o mesmo critério de abordagem

Quanto a clareza nos comandos, saiba que isto é extremamente necessário. Antes de ameaçar castigos ou perda de privilégios, enfatize durante a sua comunicação, qual é a atitude do seu filho que está errada, para ele entender o que não está de acordo e as consequências da permanência de mal comportamento. 

Obediência gera Responsabilidade

Mantendo a sua palavra, você estará ajudando seu filho, desde pequeno, a ser obediente, entender as regras, ter disciplina e assim aprender a conviver dentro do sistema de normas de uma sociedade.

Quanto mais cedo ele aprender estas lições preciosas, melhor filho ele será e maiores as chances dele se tornar um excelente cidadão. Ele sempre terá em mente a verdadeira razão de porque tudo funciona segundo regras pré-estabelecidas.

 

Disciplina  Hoje = Responsabilidade no Futuro

Embora a preparação de um filho para a vida adulta seja um processo que dura anos, os pais precisam saber que todos os gestos e práticas realizadas desde cedo contribuem para a formação do caráter do futuro adulto que seu filho se tornará.

Apresentar à criança regras disciplinares e faze-la se acostumar com elas desde cedo, com extrema naturalidade, é uma das maneiras de prepara-la para o futuro, onde em muitos momentos, mesmo sem concordar com as normas e regulações, ele precisará se adaptar e obedecer.

Você acredita que vem sendo firme o suficiente com seu filho para que ele se acostume com as regras? Tem alguma experiência bacana que gostaria de compartilhar, compartilhe com a gente.

Um comentário

  • LUIS CARLOS FERREIRA disse:

    Acredito q estou no caminho certo pois faço algo parecido com este excelente post. Parabéns pois precisamos realmente criar cidadãos melhores para esse Brasil.

Deixe um Comentário