was successfully added to your cart.

Atraso na fala do bebê: é preciso se preocupar?

O bebê que apresenta atraso na fala deve ser consultado por um pediatra que saberá indicar o melhor especialista para tratar o quadro. O problema pode surgir em decorrência de:

  • Problemas auditivos;
  • Espectro autista;
  • Problemas no desenvolvimento geral da criança.

Em geral os pequenos começam a falar por volta dos 13 meses. O desenvolvimento da fala se torna ainda mais expressivo a partir dos 2 anos de idade.

Nessa fase, os pequenos podem falar algo em torno de 50 a 100 palavras. Depois disso, o aprendizado de novas palavras varia tanto que não há números de palavras exatos para contabilizar.

Quando o bebê começa a falar?

Acompanhar o desenvolvimento de uma criança é algo verdadeiramente encantador. Porém, é natural que os pais se sintam ansiosos para verem algumas etapas que marcam o crescimento e desenvolvimento acontecer.

Geralmente, os pais tendem a acreditar que a velocidade com que as coisas acontecem é um indicador de que tudo está indo bem. Contudo, quando o bebê demora um pouco mais para falar, os adultos tendencialmente acreditam haver problemas.

Nesse sentido, o atraso na fala pode realmente trazer algumas inseguranças e dúvidas. Será que o meu filho tem algum problema sério? Quando devo procurar ajuda médica? É normal demorar tanto para falar?

Chegou a hora de tirar todas as suas dúvidas sobre esse assunto e entender quais são os pontos de atenção importantes durante o desenvolvimento dessa forma de comunicação.

Com quantos meses o bebê começa a falar?

A primeira dúvida – e mais comum – é sobre quando exatamente os bebês começam a falar. Isso pode variar de uma criança para a outra, é claro, mas é comum que após os 13 meses elas comecem a pronunciar algumas palavras.

Certamente ainda não falarão palavras completas e nem com a sonoridade perfeita, mas já se expressam. Nesse período os bebês emitem sons que tentam comunicar alguma coisa.

Temos um conteúdo dedicado especialmente à evolução da fala do bebê mês a mês, e você pode acompanhar o conteúdo completo sobre cada etapa do desenvolvimento da fala clicando aqui.

Crianças falam antes dos 12 meses?

É muito raro que as crianças mostrem qualquer inclinação a falar antes dos 13 meses. Algumas raras vezes elas podem demonstrar isso através desses sons mais longos. Mas o mais comum é realmente que façam isso entre os 12 e 18 meses.

O desenvolvimento da fala se torna ainda mais expressivo a partir dos 2 anos de idade. Nesse momento os pequenos podem falar algo em torno de 50 a 100 palavras. Depois disso o aprendizado de novas palavras varia tanto que não há contagens sobre isso.

Procurando ajuda médica

Há, porém, situações em que os pais percebem um atraso na fala. Nesse caso é importante buscar ajuda profissional para obter uma orientação adequada sobre o caso.

Caso que demandam atenção

Se o seu filho passou dos 18 meses e ainda não falou nada, ou se já completou 2 anos e fala apenas poucas palavras é importante ficar de olho. O ideal é buscar ajuda do pediatra para saber como proceder.

O pediatra não é o profissional que vai efetivamente tratar o quadro. Mas ele saberá encaminhar para uma especialidade adequada – como, por exemplo, o fonoaudiólogo infantil – a fim de obter um diagnóstico.

O importante é ter calma e entender que muitos problemas podem ser resolvidos de forma simples quanto mais cedo são identificados.

Pontos de atenção no desenvolvimento da fala

O atraso na fala geralmente vem acompanhado de outros sinais de que alguma coisa pode estar errada. Na coluna da revista Veja Saúde, a Dra. Adriana Monteiro de Barros Pires, pediatra e vice presidente do Departamento de Pediatria Ambulatorial da SPSP, explica que há 3 pontos que são especialmente importantes:

Audição

Crianças com problemas auditivos podem apresentar problemas na fala. Isso porque para aprender a falar precisamos, primeiro, escutar. Então, verifique se o seu filho escuta bem, se ele consegue diferenciar os sons.

Se desconfiar de algum problema nesse sentido, o mais adequado é buscar ajuda do pediatra para que exames auditivos sejam colhidos.

Desenvolvimento geral

Também é interessante ficar de olho no desenvolvimento geral dos pequenos. Pois, de acordo com a Dra. Adriana Monteiro, esse problema não se manifesta de maneira isolada.

É comum que atrasos na fala aconteçam quando a criança demonstra algum problema em seu desenvolvimento de modo geral.

Indícios do espectro autista

A terceira dica é ficar de olho se há indícios do espectro autista. Além do atraso na fala – que é apenas um dos sintomas dessa condição – as crianças podem demonstrar dificuldade para olhar nos olhos, problemas com socialização, movimentos repetitivos, dificuldades par mudanças na rotina entre outros.

Converse com a criança

O desenvolvimento da fala depende da escuta. Por isso é crucial conversar com o bebê para que ele consiga assimilar novas palavras e se desenvolve nesse aspecto.

A partir dos 6 meses é interessante apontar ara os objetos e falar os seus nomes, repetir os sons que o bebê diz e perguntar para ele o que é cada coisa, estimulando para que memorize e repita.

Além disso, músicas, filmes e leitura compartilhada podem ser fundamentais para que a criança consiga assimilar novas palavras, se familiarizar com os sons e diminuir os riscos de atraso na fala.

Deixe um Comentário