Ganhe adesivos juninos em todos os pedidos acima de R$100! Aproveite ;-)

O impacto do bilinguismo no desenvolvimento cognitivo de crianças

O bilinguismo é uma habilidade que se torna cada vez mais valorizada na sociedade globalizada de hoje. Isso porque, com a facilidade da comunicação digital e a ampliação das viagens internacionais, muitas famílias estão criando seus filhos como bilíngues desde cedo.

No entanto, ainda existem muitas dúvidas sobre os efeitos do bilinguismo no desenvolvimento cognitivo das crianças e é sobre isso que falaremos do conteúdo de hoje.

Neste artigo, discutiremos os principais benefícios para as crianças ao aprender dois idiomas simultâneos, e abordaremos também alguns dos mitos comuns sobre o assunto.

O impacto do bilinguismo no desenvolvimento cognitivo de crianças

Antes de discutirmos o impacto do aprendizado de duas línguas simultâneas no desenvolvimento cognitivo infantil, é importante entendermos esse conceito especificamente para os pequenos.

Então, em uma explicação simples e objetiva, o desenvolvimento cognitivo refere-se ao processo de amplificação das habilidades mentais, incluindo a capacidade de pensar, raciocinar, lembrar e aprender.

Nesse contexto, aprender duas línguas ao mesmo tempo, pode fortalecer a cognição, pois não é de hoje que pesquisas mostram que o aprendizado de diferentes idiomas pode ter vários benefícios no desenvolvimento de crianças.

Isso se deve ao fato de que a aquisição de uma segunda língua pode ampliar consideravelmente a cognição de uma criança, tornando-a mais criativa, analítica e atenta às diferenças.

Além disso, aprender um segundo idioma também pode melhorar a memória, a concentração e a flexibilidade mental – aumentando a capacidade de realizar várias tarefas simultaneamente com maior qualidade.

Benefícios do bilinguismo para o desenvolvimento cognitivo das crianças

Crianças bilíngues têm uma capacidade superior de alternar entre diferentes tarefas e de se adaptar a novas situações, e isso também é conhecido como flexibilidade cognitiva.

Isso acontece porque, ao aprender duas línguas, as crianças são expostas a diferentes estruturas linguísticas, precisando aprender a distingui-las e também a fazer o uso correto de cada um dos sistemas de regras. Mas, além disso, existem outros benefícios que merecem destaque:

Melhora habilidades de resolução de problemas

Crianças bilíngues também demonstram ter habilidades de resolução de problemas mais avançadas em comparação com as crianças que falam apenas uma língua.

Quem é bilíngue precisa pensar em diferentes formas de expressar suas ideias e pensamentos em cada um dos idiomas, o que aprimora substancialmente as suas habilidades de comunicação.

Soma-se a isso, o fato de que a alternância entre dois idiomas pode refinar a capacidade da criança para encontrar soluções criativas, bem como aprimorar a sua percepção aos detalhes, permitindo ajustar a própria comunicação para diferentes situações e públicos.

Desenvolve a capacidade de se comunicar com diferentes públicos

Outro benefício do bilinguismo é dar às crianças a capacidade de transitar bem em diferentes cenários e culturas.

Isso porque, as crianças bilíngues tendem a ter mais empatia e compreensão em relação às diversidades culturais, e demonstram serem mais capazes de se adaptar em ambientes sociais compostos por diferentes pessoas.

Melhora a tomada de decisões

As crianças bilíngues também são mais habilidosas e criteriosas ao tomar decisões, conseguindo analisar de forma mais eficiente as informações que possuem e sua utilidade para resolver as questões com as quais se deparam.

Isso ocorre porque elas têm uma perspectiva mais ampla do mundo, são capazes de compreender diferentes pontos de vista e se mostram mais preparadas para avaliar dados de diferentes fontes.

Flexibilidade cognitiva

Crianças bilíngues têm melhor desempenho em tarefas que envolvem regras distintas, alternando bem entre diferentes tipos de atividades e mantendo as informações relacionadas aos processos acessíveis na memória.

Essa habilidade é chamada de flexibilidade cognitiva e pode ser atribuída ao fato de que as crianças bilíngues precisam ser capazes de lidar rapidamente com as diferentes regras gramaticais e vocabulários que cada língua apresenta.

4 mitos sobre o bilinguismo em relação ao desenvolvimento cognitivo

 

1. Aprender duas línguas atrasa o desenvolvimento da linguagem

Este é um mito comum que costuma deixar os pais receosos. Contudo, as crianças bilíngues muitas vezes começam a falar no tempo esperado e quando atrasam, não vão além de 3 ou 4 meses.

Muitas vezes, crianças que apresentam atrasos na fala enfrentam o problema por outras causas que não se relacionam com o fato de aprender duas línguas ainda na infância. Ademais, vale a máxima de que cada criança tem seu próprio ritmo.

2. As crianças bilíngues têm problemas de identidade

Outro mito comum é que as crianças bilíngues têm problemas de identidade, mas isso não é verdade.

Na realidade, o bilinguismo pode contribuir para que as crianças tenham uma compreensão mais profunda de sua própria cultura e identidade, bem como uma maior capacidade de se relacionar com pessoas de diferentes origens culturais.

3. O bilinguismo pode confundir as crianças

Também é mito que aprender duas línguas pode confundir as crianças. Pelo contrário, estudos confirmam que crianças bilíngues demonstram habilidades superiores de linguagem e cognição em comparação com as crianças monolíngues.

4. Crianças bilíngues têm dificuldade na escola

Mais um mito. Na verdade, crianças bilíngues apresentam um desempenho igual ou superior ao das crianças monolíngues em testes cognitivos e/ou escolares.

Além disso, vale lembrar que o bilinguismo também impacta positivamente na vida adulta, assim como no desempenho acadêmico e nas oportunidades de carreira.

Em resumo, investir no ensino bilíngue tem muitos benefícios para o desenvolvimento das crianças, e muitas das afirmações negativas sobre o assunto são infundadas. Portanto, aprender duas línguas pode contribuir para ampliar as habilidades de comunicação das crianças, sim, e isso não deve ser temido ou evitado.

Pontos de atenção

Apesar de demonstrar muitas vantagens, é importante notar que o impacto do bilinguismo no desenvolvimento cognitivo pode variar dependendo de vários fatores, como:

  • Idade de aquisição da segunda língua;
  • Se o aprendizado é somente na escola ou também em casa;
  • Nível de proficiência nas duas línguas;
  • Contexto cultural e linguístico em que a criança está inserida.

De maneira geral, o bilinguismo é benéfico para as crianças, mas é importante que os pais e educadores saibam como apoiá-la, oferecendo oportunidades amplas e regulares para o uso das línguas, tanto em casa quanto na escola.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading