Bolsinhas, Sacos, Estojos e Organizadores com 20% off! Até 23/06. Use o cupom amo20

Porque é importante ensinar seu filho a esperar 

Ensinar nossas crianças a esperar é algo fundamental para um crescimento saudável. 

Isso porque, a paciência não é apenas sobre aguardar por algo que se deseja, mas também sobre ter autocontrole, resiliência e capacidade de enfrentamento em meio às frustrações da vida. 

Sendo assim, crianças que aprendem a esperar são mais propensas a lidar com o estresse, resolver problemas de forma mais eficaz e manter relacionamentos saudáveis. 

Além disso, a paciência tem papel crucial no sucesso escolar e no âmbito profissional também, pois dominar habilidades como concentração e perseverança são essenciais para o aprendizado e a realização de metas a longo prazo.

A experiência do marshmallow de Stanford: vale a pena aprender a esperar?

Uma das pesquisas mais famosas que visou estudar os benefícios de esperar para receber uma gratificação é a experiência do marshmallow. Ela foi conduzida pelo psicólogo Walter Mischel na Universidade de Stanford nos anos 60 e 70. 

No estudo, crianças de quatro a seis anos foram deixadas em uma sala com um marshmallow e receberam a opção de comer o doce imediatamente ou esperar 15 minutos para receber o dobro de marshmallows. 

Anos depois, os pesquisadores acompanharam essas crianças e descobriram que aquelas que conseguiram esperar demonstraram melhores resultados escolares, profissionais e até de saúde mental.

Desse modo, as crianças que aprenderam a esperar apresentaram maior autocontrole e capacidade de planejamento, características que são de suma importância para alcançar objetivos e superar desafios de maneira eficaz.

Um ambiente confiável influencia na escolha por esperar ou não

Um estudo posterior interessante que amplia a pesquisa original do marshmallow foi realizado por outros pesquisadores do assunto. Eles descobriram que a confiabilidade de quem solicitava a espera influenciava significativamente no tempo que as crianças aguardavam. 

Em outras palavras, os pequenos só se dispunham a aguardar por mais tempo se percebessem que a pessoa que estava pedindo-lhes para esperar fosse confiável.

No experimento em questão, algumas crianças foram abordadas por alguém que prometia e cumpria a promessa de voltar com uma recompensa extra, enquanto outras se deparavam com alguém que agia de forma oposta e não retornava.

Dessa forma, as crianças que interagiram com alguém confiável em seu ponto de vista, esperaram mais tempo para ter a recompensa adicional. Por outro lado, aquelas que lidaram com uma pessoa não confiável não quiseram esperar tanto. 

Esse estudo sugere que a escolha da criança por esperar por algo também pode ser uma decisão racional, baseada na confiabilidade do ambiente onde ela está inserida e das pessoas ao seu redor.

Isso nos mostra que para ajudar as crianças a terem paciência é fundamental criar um ambiente confiável onde elas sintam que vale a pena esperar. Além disso, a postura dos adultos com quem convivem têm um papel decisivo na forma como os pequenos aprenderão a lidar com a espera.

A importância de dizer “não”

Parte de ensinar sobre paciência às crianças envolve dizer “não” de forma consistente. 

Embora possa ser difícil para alguns pais negar algo aos filhos, é importante lembrar que isso faz parte do processo de orientação sobre limites e autodisciplina. 

Sendo assim, dizer “não” contribui para que as crianças entendam que nem sempre podem ter o que querem imediatamente, e que algumas coisas precisam ser conquistadas com esforço e tempo.

Quando os pais dizem “não”para certos desejos imediatos, estão ensinando na prática sobre como funciona o mundo e preparando seus filhos para as possibilidades reais da vida. 

Afinal, crianças que aprendem a lidar com a frustração tendem a ser mais resilientes e capazes de enfrentar decepções futuras – que por mais indesejadas que sejam, inevitavelmente acontecerão.

Como pais, temos a responsabilidade de orientar nossos filhos sobre como lidar com essas situações de forma assertiva, não dando espaço para superproteção que visa evitar o desconforto das crianças a todo custo. 

Estratégias para ensinar seu filho a esperar

  • Estabelecer regras claras

Explique por que é importante esperar e como isso pode beneficiá-las no futuro. Regras bem definidas e compreendidas possibilitam que as crianças internalizem os conceitos de autocontrole e disciplina.

  • Ações dizem mais que palavras

As crianças aprendem muito observando os adultos, logo, seja um exemplo de paciência em suas ações cotidianas. 

Mostre-lhes na prática como lidar com situações que exigem espera, como filas, atrasos ou tarefas que mais demandam tempo. 

Outra estratégia é agir com calma e controle em situações estressantes, pois elas também ensinam as crianças a fazerem o mesmo.

  • Ferramentas lúdicas

Em momentos de lazer, histórias e jogos que envolvem a necessidade de esperar podem ser boas ferramentas para ensinar a respeito de paciência. 

Contos que destacam personagens que precisam aguardar pacientemente por suas recompensas ou jogos que requerem turnos com tempo de espera podem auxiliar seu filho a praticar e valorizar a paciência de maneira divertida.

  • Reforço positivo

Reconheça e recompense atitudes que demonstram autocontrole e espera. Isso não precisa ser uma recompensa material; um simples elogio ou abraço pode ser suficiente para reforçar positivamente o comportamento desejado.

Desafios e soluções

Ensinar paciência no dia a dia para crianças pode ser desafiador, especialmente em uma época onde a maioria das pessoas valoriza o imediatismo. Devido a isso, é muito comum ver crianças frustradas, resistindo ao aprendizado da espera. Mas a persistência dos pais é essencial.

Aprender a esperar em rotinas diárias pode facilitar o aprendizado dos pequenos. Momentos como aguardar a vez durante uma brincadeira, esperar o tempo certo para comer ou se vestir, são ricas oportunidades para praticar.

Professores podem incorporar atividades que requerem cumprir calendários específicos ou demandar tempo de planejamento, como projetos a longo prazo ou trabalhos em grupo. 

E para lidar com as reclamações das crianças em relação ao tempo de espera, sempre é possível oferecer boas atividades que distraiam e ocupem os pequenos enquanto aguardam – mesmo contra a vontade.

Resista a tentação de ceder diante da insistência do seu filho em não aguardar e lembre-se de que aprender a esperar impactará positivamente várias áreas de sua vida no futuro. 

Sendo assim, seja firme, pois ao investir nisso, estará não apenas preparando suas crianças para lidar do jeito certo com os imediatismos da sociedade atual, mas também para os desafios da vida adulta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading