was successfully added to your cart.

Meu filho prende as fezes, o que fazer?

Você já ficou alguns dias sem fazer cocô por estar desidratada ou com o intestino preso? Isso é horrível, não é? Dói a barriga, a gente sente aquele peso no intestino, as vezes dá cólica intestinal e lá vamos nós fazer alguns malabarismos para tentar fazer o intestino preguiçoso funcionar.

Embora o desconforto para adultos e crianças seja igual, ao contrário de nós que tentamos resolver o problema, as crianças que sofrem de constipação geralmente prendem as fezes de vez!

Isso acontece porque a criança quer evitar a dor que sentiu nas vezes passadas na hora de fazer cocô. O problema é que ao segurar as fezes, a constipação piora. Como resultado, a criança começa ter desconforto e em alguns casos até distensão abdominal.

Como saber se meu filho está prendendo as fezes?

Bom, a gente já sabe que o trânsito intestinal de cada pessoa é diferente. Há quem vá ao banheiro depois de todas as refeições, há quem vá uma vez ao dia e quem não vai todos os dias, afinal cada organismo trabalha num ritmo próprio, então antes de tudo é importante saber o ritmo do intestino do seu filho.

Identificando alteração, vamos aos sinais: frequentemente quando uma criança apresenta retenção de fezes, ela enrijece o corpo. Isso pode ser visto ao endireitar as pernas, cruzar as pernas, apertar as nádegas ou ficar na ponta dos pés. As, elas ficam com o rosto vermelho de tanto esforço para segurar as fezes.

O que fazer quando meu filho prende as fezes?

Existem algumas maneiras de facilitar o trânsito intestinal do seu filho e quebrar o ciclo da constipação, vamos conhecê-las?

Leia livros

A literatura moderna é incrível e existem uma série de livros que você pode ler para seu filho sobre fazer cocô. Eles são coloridos, didáticos e com linguagem facilitada para a melhor compreensão da criança, alguns deles são:

  1. Pedro, o menino que não quer ir ao banheiro;
  2. Cocô;
  3. O que tem dentro da sua fralda?
  4. Cocô no trono;
  5. Para onde vai o meu cocô?
  6. Cocô amigo.

Mantenha sua conversa simples, sem julgamentos e objetiva. Qual é a sensação? Isso dói? Isso é estranho? Isso é assustador? As crianças nem sempre sabem como descrever o que estão sentindo, então essas perguntas o ajudarão a usar melhor as palavras.

Estabeleça uma rotina de incentivo

 Uma rotina consistente costuma ser a chave para criar um padrão de idas ao banheiro, isso é tão simples quanto manter os horários regulares das refeições. Incentive seu filho a fazer cocô em intervalos regulares como depois de acordar, após uma refeição e antes de dormir.

É como quando sua mãe pedia para você usar o penico antes de entrar no carro para uma longa viagem. A mesma coisa pode ser feita aqui, isso não quer dizer que seu filho vai fazer cocô toda vez que ele tentar, mas tende a estimular o intestino.

Evite usar a ida ao banheiro como punição como: “É melhor você fazer cocô naquele penico ou vou tirar o seu tablet”. Já é suficiente se concentrar em estabelecer a rotina. Se eles forem – ótimo, mas não expresse desapontamento ou frustração se não fizerem, tudo bem?

Apenas continue tentando. Com o tempo, você descobrirá que seu filho segue um padrão. Em vez de forçar cocô em sua programação, apenas siga a rotina natural de seu filho para evitar que ele segure as fezes.

Deixe as fezes mais macias

O cocô molinho facilita muito na hora de evacuar, evitando a dor. Para amolecer as fezes da criança limite a quantidade de laticínios que seu filho consome durante o dia e coloque-o em uma dieta rica em fibras, incluindo frutas, vegetais e grãos.

Evite alimentos constipantes, como arroz branco, pão branco, macarrão e banana e incentive a ingestão de muita água, pelo menos 3-4 xícaras por dia. Se fazendo isso as fezes do seu filho não amolecerem, converse com o seu pediatra.

Outra ferramenta comum recomendada para crianças que estão prendendo as fezes é o uso de um suplemento de fibra ou laxante, mas antes de tentar qualquer uma dessas opções converse com seu pediatra.

Garanta o conforto da criança

Descubra onde seu filho prefere usar o banheiro e vá com ele. Se isso significa que seu filho só vai fazer xixi e cocô no penico, compre um penico igual para todos os banheiros da casa, acredite isso ajuda a criança ficar mais confortável.

Se seu filho só se sentir confortável fazendo cocô em uma fralda, mais uma vez, siga em frente. Se ele está prendendo as fezes, é melhor que ele elimine os resíduos de uma fralda do que sofrer com isso, certo?

Com o tempo, quando seu filho não fizer cocô, você pode sugerir que ele se sente em um penico, tirando ele das fraldas aos pouquinhos.

Que tal uma recompensa?

Alguns pais acham que os sistemas de recompensa funcionam muito bem para os filhos. Então, se seu filho fizer cocô, você pode dar um mimo, mostrando que isso é importante e certo.

Colocando todas essas dicas em prática, as chances de ter bons resultados são grandes e a maior recompensa de todos é ver os seus filhos aliviados tendo um fluxo intestinal normal.

Mas não se esqueça de que ajuda médica é sempre bem-vinda, não tome decisões com dúvida e não espere o problema se agravar para pedir assistência, OK?

Se tiver outras dúvidas ou quiser compartilhar suas experiências, sinta-se à vontade. Esse lugar é nosso e ficaremos felizes com seu comentário.

 

Deixe um Comentário