Já identificou seu material escolar? Nós podemos te ajudar ;-)

A importância do autocuidado para mães de crianças pequenas

Ser mãe gera um trabalho gratificante, mas também pode ser desafiador e exaustivo, especialmente quando se trata de cuidar de crianças pequenas. As mães são frequentemente as únicas responsáveis por lidar com as necessidades de seus filhos, garantindo que eles tenham tudo o que precisam para crescer e se desenvolver bem.

No entanto, com toda essa responsabilidade, muitas vezes as mulheres negligenciam a sua própria saúde e bem-estar. É aqui que entra a importância de também cuidar-se como mulher e mãe. Isso porque, o autocuidado é fundamental para garantir que seja possível desempenhar seu papel de maneira mais assertiva.

Nesse contexto, é preciso dar atenção especial à sua saúde física, mental e emocional, para poder ter a energia e disposição necessárias para enfrentar as demandas da maternidade. Todos os dias elas vêm, e você deve estar preparada.

Por isso, neste artigo, discutiremos a importância do autocuidado para as mães e forneceremos algumas dicas práticas para ajudá-las a incorporar as atividades em sua rotina diária.

A importância do autocuidado para mães de crianças pequenas

Cuidar de uma criança pequena pode ser um trabalho cansativo e estressante, e muitas mães podem sentir-se sobrecarregadas física e emocionalmente exaustas. O autocuidado para as mães contribui muito para aliviar os sentimentos negativos, permitindo que essas mulheres se concentrem um pouco em si mesmas, encontrando maneiras saudáveis de lidar com a carga materna.

Muitas mães negligenciam suas próprias necessidades devido à falta de tempo ou à crença equivocada de que é normal lidar com uma carga de tarefas imensa. No entanto, é importante lembrar que muitas vezes, a responsabilidade das mulheres não se limita apenas aos filhos, e sim à toda a família, mesmo em casos de múltiplas crianças.

Como se não bastasse, geralmente fica a cargo da mulher cuidar da casa, do companheiro, da vida profissional e até de outros entes queridos. Se separarmos cada uma dessas áreas, é fácil perceber que cada uma tem necessidades específicas e é humanamente impossível fazer um bom trabalho nelas todas sem ter plena saúde física e mental.

A culpa materna em relação ao autocuidado

Se você é mãe com certeza deve carregar um sentimento de culpa em relação à alguma coisa, pois isso parece ser comum a todas as mães – e muitas vezes é algo infundado. E, arriscamos dizer que um dos motivos por se sentir culpada é ter uma exigência demasiada consigo mesma.

Muitas vezes não é intencional, pois o que você está buscando é apenas atender todas as expectativas sobre seu papel como mãe, dando conta de tudo com perfeição – e claro, você não consegue. Sabe por que isso acontece? Porque são expectativas exageradas que você impõe a si mesma ou aceita que outras pessoas façam isso.

Assim, é importante que compreenda que não é normal ter uma avalanche de demandas – mais do que você suporta – e fazer tudo dar certo sem que seus sistemas entrem em colapso. Lembre-se, você é humana antes de tudo.

Você é alguém que também precisa de cuidados, e negligenciar isso é o primeiro passo para uma profunda frustração. Culpar-se por dedicar um tempo para si somente por ter se tornado mãe é um erro, pois cuidar-se é um ato de amor-próprio. Mas, se esse tipo de pensamento está enraizado e não sabe por onde começar, vamos te ajudar.

Existe solução pronta para resolver? A resposta é não. Entretanto, existe um caminho: olhar primeiro para você mesma, atender suas próprias necessidades de autocuidado para ter condições de cuidar de tudo que vier depois.

Reserve um tempo para si mesma e seja disciplinada com isso

Cuidar de crianças exige muito fisicamente e muitas mães podem passar por cima do próprio cansaço em favor dos cuidados com os filhos. No entanto, exceder seus limites é a pior escolha.

Portanto, cuidar do seu corpo é fundamental para manter a resistência tão necessária para enfrentar sua rotina de mãe. Sendo assim, reserve um tempo para algumas atividades que fortaleçam seu corpo, sua mente e jamais esqueça de dedicar um período adequado para o descanso.

Nesse contexto, descansar não se refere apenas a relaxar o corpo por meio de uma boa noite de sono, mas também desanuviando a mente com a leitura de um livro ou assistindo uma série que distraia seus pensamentos. Isso tudo ajuda a aliviar o estresse e a recarregar as energias.

Exercite-se regularmente

O exercício é uma ótima maneira de aliviar o estresse e melhorar o seu humor, mas o cansaço pode minar suas forças para isso. Sendo assim, busque disciplinar-se nessa prática, mas respeite suas preferências. Nesse aspecto, seu gosto pessoal vem em primeiro lugar.

Qualquer atividade física é válida, então não se cobre quanto a estar em uma academia participando de alguma aula. Se você prefere se exercitar sozinha, procure algo como yoga, caminhada, corrida ou musculação.

Existem dezenas de aplicativos e programas online que oferecem aulas gratuitas e você pode fazê-las na sua casa. Praticar atividade física pela manhã é excelente, mas seu corpo precisa estar pronto para isso. Se na sua rotina o exercício cabe melhor em outro horário, então não se sinta obrigada a levantar às 5h da manhã para isso.

Respeite o seu corpo, adapte as tarefas à sua rotina e não se cobre demais. Apenas faça o que precisa ser feito da melhor maneira possível aos seus olhos.

Durma o suficiente

A falta de sono pode afetar muito o humor e a saúde mental. Sabemos que mães de bebês enfrentam uma rotina de sono bastante irregular, principalmente durante o primeiro ano de vida da criança. Mesmo assim, priorize dormir sempre que puder. Você já deve ter ouvido esse conselho antes, não é mesmo?

Em muitos casos, as mulheres passam os dias caminhando como zumbis aproveitando a soneca dos filhos para se dedicar a afazeres domésticos ou outras tarefas, mas isso é outro erro. Se o seu corpo está pedindo, durma e deixe tudo mais para depois. Aproveite a soneca do bebê e descanse também.

Mesmo que seja um sono de poucos minutos, quando você acordar, provavelmente estará mais disposta. Faça o que estiver ao seu alcance garantindo que entregará o melhor resultado. Afinal, com maior disposição é mais fácil fazer as coisas com qualidade, concorda?

Alimentação saudável

Uma alimentação equilibrada e saudável é essencial para manter a energia. Não se trata de uma dieta especial, mas de fazer boas escolhas quanto aos alimentos e deixar as questões estéticas em segundo plano. Nunca se espelhe nas mães famosas das redes sociais, pois existem muitas diferenças entre a sua realidade e a delas.

Além disso, talvez você já saiba, mas vale reforçar: o que é mostrado nas redes sociais se refere apenas a um recorte da vida daquelas pessoas. Ademais, muitas imagens e textos postados não condizem com a realidade que vivenciam, então definitivamente não use o que vê ali como parâmetro.

Certifique-se sempre de incluir muitas frutas, legumes, proteínas magras e carboidratos saudáveis em sua rotina alimentar. Nem pense em viver apenas de saladas pensando em recuperar a forma física. Mães costumam ter uma rotina puxada, então uma alimentação reforçada em nutrientes é primordial.  Viu só? É o básico que você já conhece e não tenha dúvidas de que ele funciona muito bem quando é levado a sério.

Hidrate-se adequadamente

A correria diária engole as horas e se não houver atenção certamente você não beberá água suficiente ao longo do dia. Se você quer se cobrar por alguma coisa, que seja então pela quantidade de água que precisa consumir diariamente. Mas, além do rico e precioso H₂O, inclua também chás e os sucos de frutas.

Peça ajuda quando necessário

É muito comum que as mães julguem como “ajuda necessária” apenas compromissos importantes dos quais definitivamente não possam levar seus filhos. E, esse é outro erro.

Necessidade é qualquer coisa que você realmente precise e isso inclui: dormir, ir ao salão fazer as unhas ou cortar o cabelo, sair com uma amiga para um café, tomar um banho mais demorado ou tirar um tempo para fazer qualquer coisa que deseje.

Gere um ambiente saudável em casa

Finalmente, o autocuidado para as mães é importante, porque quando elas se cuidam, isso tem um efeito super positivo em todo o ambiente familiar.

Isso acontece, porque geralmente são as mães que fornecem um modelo saudável de comportamento e bons hábitos para seus filhos – o que pode contribuir diretamente para que eles desenvolvam hábitos saudáveis ​​para toda a vida.

E já que estamos conversando sobre autocuidado e sua influência no lar, saiba que isso exige mudar algumas posturas, foque então em ajustar sua rotina para criar um ambiente saudável em casa.

Ajuste de horários e atividades

Crie rotinas para sua família considerando as suas próprias necessidades e as demandas dos membros começando por quem exige mais, por exemplo, seus filhos menores.

Comece com o que for mais urgente e distribua ao longo do dia apenas o que for essencial para o “hoje” – incluindo seu autocuidado – buscando não lotar sua agenda. Também evite assumir compromissos em horários muito próximos. Imprevistos ocorrem e ter uma rotina engessada em datas e horários rígidos não é legal.

O ideal é que você possa fazer tudo de maneira ágil, porém tranquila. E não esqueça de valorizar cada tarefa concluída com qualidade, pois em muitas situações isso é mais importante do que a quantidade. Sendo assim, faça bom uso das suas horas e ao final do dia perceberá como foi produtiva.

A importância do autocuidado para a saúde mental das mães

A saúde mental é um aspecto importante do autocuidado para as mães de crianças de todas as idades. Basta ser mãe para que suas emoções passem a exigir mais atenção e isso só você mesma pode fazer.

A maternidade pode ser desafiadora e estressante – e quase sempre é – podendo levar a sentimentos de isolamento, inadequação, ansiedade e depressão. Mas, conforme já deve ter notado ao longo dessa leitura, não precisa e nem deve ser assim.

Converse com outras mães

A maternidade pode ser solitária, mas mudar isso também compete às próprias mães. Isso porque, conversar com outras mães pode, sim, ajudar as mulheres a se sentirem menos isoladas e pertencentes a um grupo de pessoas que vivenciam situações muito parecidas.

Procure grupos de apoio localmente ou online para conversar com outras mães que possam estar enfrentando desafios semelhantes ao seu. Além disso, nessas comunidades é muito bacana discutir sobre o universo materno de forma geral, pois conversando você aumenta seu repertório de conhecimento enquanto também pode auxiliar outras mães com a sua própria experiência.

Mães também tem vida social

A vida social das mães pode ser muito afetada pelo dia a dia das crianças, mas é importante ter em mente que dentro da sua rotina de autocuidado a vida social tem um peso importante.

Reserve um tempo para sair com amigos, mesmo que alguns deles não tenham filhos ainda. Ter tempo para socializar com outras mães é crucial, mas conversar com outras pessoas sobre assuntos diferentes também é ótimo. Sobretudo, se a pauta dos diálogos forem temas totalmente distintos, mas de seu interesse e você não consegue se inteirar por pura falta de tempo.

Não tenha medo de buscar ajuda profissional

Se você está enfrentando sentimentos de ansiedade ou depressão que interferem drasticamente em sua vida diária, é importante buscar ajuda profissional.

Compreenda que alguns problemas podem tomar dimensões das quais você não conseguirá resolver sozinha e está tudo bem. Basta aceitar e buscar ajuda especializada quanto antes para que seu bem-estar seja restabelecido com rapidez e segurança.

3 dicas práticas para o autocuidado diário para mães

 Vamos listar abaixo 3 dicas que você poderá colocar em prática imediatamente e esse pode ser o seu primeiro passo em relação à mudança que tanto deseja:

  1. Crie uma rotina de cuidados com a pele: cuidar da pele pode ajudar a mantê-la saudável e com uma aparência mais descansada. Crie uma rotina simples, mas siga-a com disciplina. Inclua limpeza, hidratação e proteção solar. Ressaltamos: o básico bem-feito funciona muito bem.
  2. Medite ou pratique yoga: a meditação ou yoga pode ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade, melhorar a qualidade do sono e aumentar a sensação de bem-estar.
  3. Tome um banho relaxante: parece simples, mas muitas vezes você não consegue se dar a esse luxo, não é mesmo? Faça isso hoje e mande embora toda a tensão muscular acumulada. Se tiver à mão, use um bom esfoliante corporal e um hidratante pós-banho. A sensação de bem-estar é praticamente instantânea.

O autocuidado para mães é uma prática fundamental para garantir a saúde física e mental dessas mulheres tão especiais, e você deve ter percebido que é possível conseguir esse feito apenas com algumas mudanças na rotina diária.

Lembre-se de que não é egoísmo reservar um tempo para você. Na verdade, é uma necessidade para ser uma mãe feliz e saudável. Aproveite essas dicas e comece a praticar o autocuidado diariamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading