was successfully added to your cart.

Descubra como se adaptar as experiências da escola primária

escola primária

Os primeiros dias na escola primária são essenciais para a boa adaptação das crianças. Contudo, também podem ser um grande pesadelo para os pais, que muitas vezes precisam passar horas sentados do lado de fora da sala de aula, a fim de deixar os pequenos um pouco mais seguros.

Apesar disso, é uma etapa cheia de descobertas e pode ser determinante para todo o desenvolvimento escolar do seu filho. Portanto, não é hora para preguiça! Arregace as mangas, pegue um bom livro para passar esse tempo na escola e veja neste post como ajudar seu pequeno a atravessar a escola primária com sucesso!

Descubra a importância da adaptação na escola primária

É muito provável que você já tenha precisado mudar de escola, trabalho, faculdade ou até mesmo de academia. Mesmo que seja uma pessoa extrovertida, não adianta esconder: você sentiu um friozinho na barriga diante do desconhecido, não é?

Agora imagine seu filho ou filha, que sempre viveram protegidos no jardim de infância, tendo que “desbravar o mundo” em uma escola primária pela primeira vez. Aquele universo de novas informações, crianças maiores, regras e afazeres apavorariam qualquer um.

Para a criança, sentir que você simplesmente deixou ela no local e foi embora pode gerar uma sensação de pânico e abandono, que pode traumatizá-la por muitos anos. Crianças bem adaptadas rendem mais, absorvem melhor os conhecimentos e socializam bem com seus amigos. Por isso, é tão importante que você tenha paciência e ajude os pequenos nesse momento.

Crie uma imagem divertida e positiva da escola

O início da adaptação começa em casa. Afinal, nos primeiros anos de vida, as crianças são muito ligadas aos pais e conseguem sentir sua ansiedade. Dessa forma, se você transmitir uma sensação positiva em relação à escola, é muito provável que seu filho esteja mais propenso a encarar a mudança com otimismo.

Você pode até estar apavorada com a possibilidade de deixar seu “bebê” nas mãos de professores por uma manhã ou tarde inteira, mas segure a onda. Respire fundo e exalte as partes boas da escolinha. Conte como foi a sua experiência e explique a importância dos estudos — sempre ressaltando como era divertido, é claro.

Comprar os materiais escolares também pode ser um evento interessante. Deixe que os pequenos escolham suas mochilas e cadernos, com isso, eles vão se sentir mais seguros e inquietos para estrear tudo quando o ano letivo tiver início.

Leve os pequenos para conhecerem a escola antes das aulas começarem

Fazer o reconhecimento do território é essencial, tanto para adultos quanto para crianças. Afinal, o ser humano lida muito melhor com situações que sejam familiares. Imagine que você vai falar em público pela primeira vez e não faz ideia de como é o local onde vai se apresentar. Apavorante não é?

Agora pense no seu filho ou filha, que está acostumado(a) com o Jardim de Infância ou com o ambiente acolhedor da própria casa, chegando em um local muito maior, desconhecido e cheio de gente. Dá para entender por que muitas crianças ficam desesperadas para voltar para casa, não é?

Portanto, tenha o cuidado de fazer o reconhecimento da área com antecedência. Leve a criança com você no processo de matrícula, mostre para ela onde vai estudar, deixe que brinque e passeie pelo pátio. Se for possível conhecer alguns dos professores, melhor ainda. Com isso, quando as aulas começarem, ela não vai se deparar com um espaço totalmente incógnito.

 Cumpra as promessas que fizer à criança

Algumas escolas têm um programa de adaptação. Isso é uma estratégia muito interessante, que consiste na participação dos pais em horários diferenciados até que a criança se sinta totalmente integrada ao ambiente.

No entanto, a grande maioria das escolas não apresenta esse programa. Nesse caso, fazer um acordo com seu filho ou filha para deixar a criança mais segura é uma boa ideia. É essencial que você cumpra o que prometeu.

Pode ser a sua presença do lado de fora do portão; atender prontamente a uma ligação telefônica do filho (ou filha); ou até mesmo dar um presente especial no fim da semana, se a criança demonstrar esforço por se adaptar bem à escola primária. Saber que você está acessível e que se importa faz toda a diferença para que a criança atravesse bem essa fase crucial.

Além disso, os pequenos costumam testar você e ficam de olho para saber se está realmente ali. Especialmente nos primeiros dias, portanto, nada de sair de fininho! Caso contrário, a criança poderá perder a confiança em você e isso vai prejudicar a sua adaptação e seus laços a longo prazo.

Apresente a criança para os professores e funcionários

Ainda que o seu filho já esteja adaptado ao ambiente escolar, sempre que ocorrem mudanças importantes ele precisa de um pouco de tempo para se acostumar. Assim, se ele está entrando agora na escola primária, não se esqueça de apresentar seu filho aos professores e funcionários do lugar.

Fale um pouco sobre a criança e deixe que ela também conheça e se familiarize com as demais pessoas. Dessa forma, quando você não estiver por perto, ela terá uma referência conhecida e não vai se sentir tão sozinha.

Se o seu filho for muito tímido ou tiver algum problema específico para se entrosar ou se relacionar com outros colegas, informe isso à escola e peça ajuda. Juntos, vocês podem criar estratégias que vão facilitar muito a interação da criança com os outros.

Aprenda a lidar com a separação

Embora seja uma experiência complexa para a criança, os pais também podem sofrer muito com a adaptação à nova escola. Afinal, até ali seu filho foi totalmente dependente de você e teve a família como única referência, e agora vai passar a interagir com outras pessoas — e muitas vezes desejar a companhia delas até mais que a sua.

Isso leva muitos pais a chorar, ficar tensos ou nervosos na porta da escola, o que não ajuda em nada a criança. Assim, por mais doloroso que seja para você lidar com esse afastamento de poucas horas, aceite que isso é uma fase necessária. Mantenha-se firme para oferecer o suporte ao seu filho ou filha.

A adaptação na escola primária não precisa ser um evento traumático. Basta que você lide com a situação de maneira leve, com paciência e otimismo. Lembre-se sempre de que você é a principal referência e o porto seguro do seu filho. Portanto, nada de ficar aos prantos ou transmitindo suas inseguranças para a criança. Seja confiante e estimule sua independência e autonomia. Você pode ter certeza de que, no futuro, seu filho vai agradecer.

Está mais preparado para respirar fundo e encarar o primeiro dia de aula? Curta a nossa página no Facebook e compartilhe suas experiências conosco!

Deixe um Comentário