Filhos e divórcio: como explicar a separação para as crianças

Olá, mamães! Hoje vamos tratar de assunto que gera muitas dúvidas e inseguranças: filhos e divórcio. Como contar? Quando contar? Isso traumatizará o meu filho?

O divórcio é um momento complicado e que traz muitas questões. Porém, o mais importante é deixar claro para o seu filho que o fato de você e seu marido se separarem não modifica em nada o amor que vocês sentem em relação a ele: continuarão sendo, para sempre, a mamãe e o papai.

A seguir vamos falar um pouco sobre o que fazer e o que levar em conta na hora de explicar a separação para as crianças. Vamos lá?

Converse bastante em casal

Antes de tomar qualquer decisão, é importante conversar bastante com o seu marido para saber se estão fazendo a melhor escolha.

Decerto, o divórcio é um momento delicado. Entretanto, entrar em um consenso sobre a decisão final é uma solução muito mais saudável do que manter os seus filhos em um ambiente de brigas e infelicidade.

A conversa com o seu filho deve acontecer somente depois de tomar essa decisão. A opção pelo divórcio diz respeito somente a você, enquanto esposa, e ao seu companheiro, enquanto marido.

Não há porque envolver o seu filho nesse processo antes de qualquer definição clara sobre o destino do casamento.

Seja franco com seu filho

É importante falar a verdade para a criança. Caso contrário, você pode alimentar nele, por exemplo, a fantasia de uma possível reconciliação ou a existência de alguma responsabilidade no divórcio.

Mas, isso não quer dizer que você tenha que contar todos os detalhes desse processo. Portanto, não diga mais do que ele precisa saber.

Quando resolver o melhor momento para contar, explique o que é o divórcio, diga que a mamãe e o papai não viverão mais juntos, mas sim em casas separadas, e que isso não muda o amor que vocês sentem por ele.

Nesse período, é importante tentar modificar o mínimo possível a rotina da criança, já que é normal que demore um tempo para que ela entenda a nova configuração familiar.

Busque uma postura equilibrada durante a conversa

Não existe uma situação e um local ideal para que essa conversa seja realizada, mas você pode tomar algumas atitudes para facilitá-la ao máximo:

  • Escolha um local em que a criança se sinta à vontade para conversar ou se expressar da maneira que melhor lhe convir;
  • Solicite ao pai que participe da conversa, isso evitará que a criança sinta que tenha que tomar um partido ou acredite que perderá um dos dois durante o processo.
  • Adote um tom amigável, simples e claro, de maneira que um não entre em contradição em relação ao outro. Afinal, essa conversa deve mostrar que, apesar de não serem mais marido e mulher, ainda possuem uma relação de amizade e que a criança poderá ver e conversar com qualquer um dos dois a hora que quiser.

Atitudes simples como essas ajudarão o seu filho a compreender melhor o acontecimento.

Filhos e divórcio são palavras que não combinam, mas, como vimos, existem formas mais amenas de se tratar o assunto. O mais importante é passar segurança, deixando claro o seu amor e que nada irá mudará isso.

Agora que você já tirou as suas dúvidas sobre como falar sobre a separação com seus filhos, compartilhe conosco e com as outras mamães as suas experiências. Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading