Use o cupom: VINTE pra ganhar 20% de desconto !

Vegetarianismo e veganismo: como aplicar e explicar para seu filho?

A criação dos filhos é uma tarefa desafiadora e, ao mesmo tempo, maravilhosa! De um lado, todos os desafios; do outro, toda a magia de vê-los crescendo felizes. A alimentação, por exemplo, é um desses desafios, especialmente se o objetivo dos pais é acostumar a criança com uma dieta baseada no vegetarianismo e veganismo.

Quer saber mais sobre a alimentação vegetariana e vegana e como incorporá-la na rotina do seu filho? Continue acompanhando o post!

A integração do vegetarianismo e veganismo na rotina infantil

Não há dúvidas sobre os benefícios de uma dieta livre de carne, e é justamente por isso que muitos pais desejam que os filhos sigam esse caminho. Contudo, muitos desafios surgem tanto na hora de explicar as escolhas para o seu pequeno quanto na hora de montar o prato.

Um bom caminho para justificar o hábito é explicar didaticamente a relação pessoa x animal. Fale sobre o respeito e associe a vaquinha, por exemplo, ao bife. Aos poucos o seu pequeno entenderá e se mostrará compreensivo. Na hora de montar o prato, troque a gordura saturada pela insaturada, fuja dos carboidratos refinados e ofereça sempre opções ricas em fibras, antioxidantes, minerais e vitaminas.

As necessidades alimentares do seu filho

É importante entender as necessidades nutricionais das crianças, para fazer boas substituições. Por isso, veja o que não pode faltar nas refeições:

Proteína

Essencial para a formação de ossos e músculos, a proteína atua também no desenvolvimento cerebral, sem falar no fortalecimento do sistema imunológico. Como você deve imaginar, a carne é uma das principais fontes do nutrientes, mas não é a única!

As leguminosas — feijão, lentilha, quinoa — e oleaginosas — nozes e castanha — também têm proteínas de boa qualidade e podem ser adicionadas ao cardápio.

Cálcio

Esse mineral atua diretamente no crescimento dos ossos. A vantagem do cálcio presente nos lácteos é a absorção, que é maior. No entanto, brócolis, folhas verde-escuras, leite de soja e gergelim contêm o nutriente.

Ferro

Assim como o cálcio, o ferro encontrado em opções que se encaixam na dieta vegana e vegetariana não tem boa absorção, sendo fundamental o acompanhamento de um nutricionista para verificar constantemente a necessidade de suplementação. Esclarecido isso, o mineral — importante para proteger contra a anemia, aumentar a imunidade e dar energia — pode ser encontrado nas leguminosas.

Vitamina B12

Encontrado apenas em alimentos de origem animal, o nutriente atua na formação do sistema nervoso central e age no fortalecimento da imunidade e na produção de energia. Ovos e leites têm essa vitamina, no entanto, se você é adepta ao estilo vegano, é preciso que um pediatra ou nutricionista seja consultado, a fim de indicar a dose correta de suplemento para o seu pequeno.

Zinco

Aumenta a imunidade, mantém o coração saudável, atua no apetite e também na formação das células. Você vai encontrá-lo nos cereais integrais, oleaginosas e leguminosas.

Aminoácidos essenciais

Nos itens de origem animal é possível encontrar os aminoácidos juntos, o que não ocorre nos itens vegetais. Isto é, será preciso combinar diferentes alimentos, como arroz e feijão.

Os perigos de uma dieta muito rígida

A intenção é a melhor, mas uma dieta rígida pode ser arriscada, especialmente se não houver acompanhamento médico. A falta de vitaminas e minerais é o principal problema, afinal, é complicado (embora não seja impossível) encontrar esses nutrientes em itens de origem vegetal.

Por isso, desenvolva uma relação alimentar saudável com o seu filho e vá acostumando ele aos poucos. Lembre-se que em outros momentos talvez ele queira experimentar um item de origem animal na escola ou em uma festa, e isso não deve ser um problema, afinal, o estilo alimentar é um hábito que vai sendo construído ao longo da vida, de forma natural.

O segredo para garantir tanto a alimentação baseada no vegetarianismo e veganismo quanto a saúde do seu pequeno é o acompanhamento. Apenas um profissional vai saber se as necessidades nutricionais estão sendo supridas e se a saúde do seu filho não corre nenhum risco.

Se você gostou de saber mais sobre esse estilo de vida, compartilhe o post nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a conhecerem os cuidados com a dieta das crianças!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading