Já identificou seu material escolar? Nós podemos te ajudar ;-)

Inovando o Diário do Bebê

Manter um diário com o histórico do bebê é uma prática muito comum mantida por diversas mães, no entanto, às vezes é bom se questionar sobre a real necessidade de manter os mínimos detalhes sobre a rotina do seu filho.

É claro que mães são as principais partes interessadas em tudo que está relacionado com o desenvolvimento do seu bebê, além disso, mães também são as que mais se lembram de cada detalhe da vida de seus filhos.

Pensando nisso você já se questionou sobre a verdadeira utilidade de escrever todos os mínimos detalhes do dia a dia do seu filho? Além de você, quem realmente lerá este diário? Será que a pessoa que o pegar realmente se importará com detalhes simples como a primeira vez que seu filho rolou na cama, levantou a cabeça ou quando ele descobriu partes do seu próprio corpo?

Bem, provavelmente estas informações não são nada interessantes para a maioria das pessoas, muito pelo contrário, é mais provável que o diário do seu bebê as faça cair no sono quase que imediatamente após a leitura de duas ou três páginas.

Na busca pela perfeição, a maioria das mães acaba se preocupando em anotar e apresentar aos outros informações mais comuns e positivas e deixam ocultos fatos do dia a dia que poderiam ser muito mais interessantes ou pelo menos divertidos para os outros.

O que Você Não Escreve mas Certamente já Presenciou

Já pensou em passar a escrever situações inusitadas que realmente fazem parte do desenvolvimento diário do seu bebê? Até mesmo aquelas situações que causam pânico no primeiro instante, mas quando lembramos tempos depois acabam sendo engraçadas?

Para provar que muitas dessas situações não são tão absurdas, provar que você não é a única e encorajar suas revelações, separamos 3 fatos de um diário da vida real de um bebê, que relata acontecimentos mais comuns, temos certeza que pelo menos com um deles você irá se identificar.

1.) A primeira vez que seu filho sofreu com a Lei da gravidade

Caso se afaste mesmo que por pouco tempo, é praticamente impossível garantir que após ter deixado seu filho na cama, no sofá o em algum outro lugar seguro, ele permanecerá lá. Pelo menos uma vez em toda a infância ele lhe dará um susto de sair rolando e cair no chão.

Mantenha a calma, isto acontece em todas as famílias e não fará de você uma mãe ruim, apenas uma mãe comum.

2.) Ao tentar cortar as unhas você corta a pele do seu filho

Por maior amor e cuidado que você tenha, as unhas dos bebês, especialmente os recém-nascidos são muito pequenas, finas e frágeis. Cortar um pedacinho da pele ao invés da unha é mais comum do que se imagina.

Se você já fez isto, sabe que haverá salvação e se ainda não passou pela experiência, fique ciente de que mesmo que sangre um pouco, não é preciso se desesperar. Seu bebê vai se recuperar rápido!

3.) O dia em que encontra um bebê com a mesma idade e mais desenvolvido que seu filho

Toda mãe acha seu filho o mais bonito, mais esperto e mais fofo de todo o universo, até que chega o dia em que você descobre que os gestos mais brilhantes que seu filho é capaz de fazer não são tão avançados quanto parecem.

Basta se deparar com uma criança na mesma idade e um pouco mais desenvolvida que seu filho que a realidade vem à tona. Quando passar por este dia, ao invés de se deprimir, aproveite para estimular ainda mais o seu bebê e siga em frete!

Há muitos fatos como estes no cotidiano de uma criança, se vendo estes exemplos você quiser compartilhar mais uma história, fique à vontade, embora todas as mães tenham personalidades diferentes, no fundo todas acabam sendo mais parecidas do que imaginamos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading