was successfully added to your cart.

Entenda como funciona o desenvolvimento do bebê mês a mês

desenvolvimento do bebê mês a mês

Olá, mamãe! Que tal falarmos sobre o começo da maternidade? Os nove meses da gravidez são apenas o primeiro passo de uma longa aventura. Afinal, ter uma parte sua no mundo que cresce a cada dia traz satisfação e novos desafios, não é mesmo?

Com o desenvolvimento do bebê mês a mês, novas experiências surgem a todo momento. Mas será que você sabe o que ocorre em cada período?

Muitas mamães se preocupam com o sono do bebê ou com o aprendizado, mas não sabem como isso transcorre. Quando se descobre o que surge mensalmente, é possível acompanhar o desenvolvimento em suas fases e estimulá-lo do jeito certo.

Pensando nisso, trouxemos o que acontece em cada período para que você tenha todas as orientações necessárias. Vamos conferir?

O que esperar do desenvolvimento do bebê recém-nascido?

primeiro ano da maternidade não é fácil. São muitas descobertas e desafios, principalmente para as mamães de primeira viagem. Para facilitar essa etapa, o truque é entender o que acontecerá em cada período.

Quando você conhece o desenvolvimento do bebê mês a mês, já se prepara para as novidades, emoções e desafios. Quer ver o que a aguarda? Confira!

1º mês

Vamos ser honestas: a principal atividade de um recém-nascido é dormir. Entre uma dose de leite e outra, o pequeno passa mais de 20 horas dormindo, todos os dias.

Nessa fase, a audição está completa, mas a visão e o olfato ainda se desenvolvem. Também é o momento em que começa a registrar as palavras, então é preciso conversar desde já!

2º mês

Você venceu o primeiro mês. Parabéns! Com dois meses, o pequeno consegue ouvir melhor e já reconhece o seu rosto. Os movimentos ficam fortes e ele toma mais consciência das mãos. Também é nesse período em que você morrerá de fofura com os primeiros sorrisos e até gargalhadas.

3º mês

No final do primeiro trimestre, a cria deixa de ser, oficialmente, um recém-nascido. Agora, é capaz de acompanhar objetos em movimento e de tentar se comunicar. Aproveite os primeiros sons do “bebenês”.

A coordenação está se desenvolvendo, então o pequeno já consegue segurar e sacudir brinquedos. Também reage a sons e até começa a rolar de um lado para o outro. Cuidado com o berço!

4º mês

Nesse ponto do desenvolvimento do bebê mês a mês, podemos dizer que as preocupações começam a ficar maiores. Ele leva objetos à boca, então redobre os seus cuidados! Também enxerga a uma distância maior e tenta manter conversas com você.

Com o início do nascimento dos dentinhos, a baba surge em todo o lugar. O temperamento é outro elemento que começa a aparecer. A criança passará a se esforçar para pegar objetos de interesse — e coitada de nós se tentarmos impedir, pois o choro é certo.

5º mês

Agora seu bebê já consegue distinguir cores e começa a perceber quando itens são escondidos. É uma ótima hora para brincar desse jeito!

As mãos estão a todo vapor e ele passa o objeto de uma para outra. Além disso, muda de posição quando está deitado. Há muitas aventuras pela frente!

6º mês

A metade do primeiro ano já se foi. Dá para acreditar? No meio desse período, é provável que consiga sentar com ajuda — uma conquista e tanto!

Também tem interesse por ver os objetos bem de perto, além de interagir bastante com o ambiente. Os dentes logo dão sinal e o incômodo é real. Separe os mordedores para aliviar a dor e o choro.

7º mês

No sétimo mêsversário, a criança se prepara para começar a engatinhar. Dá um pouquinho de medo, né? Mas é hora de deixar a casa segura de vez e ficar pronta para esse momento.

Também consegue sentar sem ajuda e até tenta imitar seu tom de voz para “conversar”. Para completar, é o período em que ele aprende a bater palmas. Que preparação para a primeira festinha!

8º mês

No oitavo mês, a fase oral ganha força. Tudo que o bebê pega segue para a boca, o que exige atenção redobrada. Ele estará mais curioso e vai querer mexer em tudo. A correria não para!

Nessa fase, o pequeno também fica “tímido” com pessoas estranhas — é o começo da socialização. O período é perfeito para a bagunça com alimentos, pois a introdução alimentar está a todo vapor.

9º mês

No final do terceiro trimestre de vida, há novas descobertas e talentos. Um dos momentos de realização da maternidade, enfim, chegou. Você ouvirá o pequeno falar a primeira palavra — e, é claro, que esperamos que seja “mamãe” ou algo próximo disso.

Se ainda não tiver feito, ele começará a engatinhar nessa fase e até se preparar para andar. Nas mãos, deverá pinçar os objetos com muita delicadeza.

10º mês

Sim, parece que o seu bebê está ligado na tomada de tanta energia no décimo mês. Spoiler: isso ficará cada vez mais intenso, então é bom se acostumar. Com ajuda de objetos, consegue levantar e até tenta andar.

Também é capaz de apontar para itens e passa a ser desafiado a mastigar os alimentos. Como crescem rápido, não é mesmo?

11º mês

No 11º mês, o bebê experimenta e busca novas descobertas. Ele testa movimentos e aprende com eles. Dependendo do treino de coordenação que teve quando mais novo, pode começar a andar por agora.

Todo independente, seu filhote já come com as próprias mãos. Também é comum se apegar a alguns objetos, como a famosa naninha.

12º mês

Não foi fácil, mas vocês chegaram ao primeiro ano. Após 12 meses, muitos bebês estão andando e conseguem se comunicar e entender algumas conversas.

No último período desse desenvolvimento do bebê mês a mês, terá um pequeno que tem se tornado mais independente e preparado. Esse é só o primeiro ano de vários outros de descobertas, aprendizados e satisfação. É hora de comemorar!

Como estimular o desenvolvimento do bebê?

Muitas dessas habilidades são criadas pelo próprio corpo. No entanto, você pode e deve ajudar o pequeno a ter habilidades melhores. Então, mamãe, recomendamos recorrer a algumas ações para estimular o desenvolvimento.

Não precisa ser nenhuma especialista para utilizar soluções simples. Portanto, nada melhor que ficar por dentro do que é importante, certo?

Aposte em brinquedos que mexam com os sentidos

Para aguçar os cinco sentidos do bebê, os brinquedos e itens especiais são muito eficientes. Móbiles com cores contrastantes sobre o berço favorecem a visão e os brinquedos sonoros estimularão a audição em poucos meses.

Aproveite e aposte em texturas variadas. Um quarto no estilo montessoriano tem tudo a ver com o desenvolvimento do bebê mês a mês, já que favorece essas características.

Interaja bastante com o pequeno

Mesmo quando os sentidos não estiverem totalmente consolidados, você deve interagir o tempo todo com a cria. Converse para que ele reconheça a sua voz e comece a se comunicar, por exemplo.

Aproveite para cantar, mover objetos perto dele e contar histórias. Quanto maior for o contato, mais intenso será o desenvolvimento de várias habilidades.

Ofereça desafios para o pequeno

Já que somos as maiores incentivadoras de nossas crias, nada melhor que apresentar alguns desafios, certo? Conforme você notar que ele tem algumas habilidades, é essencial estimulá-las para que sejam ainda melhores.

Se o pequeno tenta alcançar objetos, por exemplo, não dê de uma vez. Incentive-o para que consiga pegá-lo. O mesmo vale na hora de sentar, engatinhar e andar — e assim por diante.

Quais são os indicativos de desenvolvimento do bebê?

Ao conhecer o desenvolvimento do bebê mês a mês, você notou que cada período tem as suas conquistas, não é? Elas são chamadas de “milestones”, que indicam que o pequeno está crescendo e aprendendo.

As atividades para bebês são várias e vão dos sentidos às ações mais complexas. Então podemos dizer que os indicativos de desenvolvimento se dividem em dois grandes grupos. Vamos ver quais são?

Novos movimentos

O primeiro consiste nas descobertas que ele faz e nas habilidades que começa a criar. Quando tenta falar pela primeira vez ou consegue se sentar sem apoio, é um novo movimento.

Inclusive, é normal não segurar a emoção e se sentir uma supermãe por ver o pequeno se desenvolver. Você merece!

Melhoria das habilidades

Além de executar novas ações, há o fortalecimento dessas habilidades. Uma descoberta é quando o pequeno fala “mama” e uma melhoria é quando consegue dizer “mamãe”. O mesmo vale para engatinhar, andar, segurar objetos e assim por diante.

Quanto maior ele fica, melhor é a sua coordenação motora. Então as habilidades se tornam intensas e geram novas conquistas!

Só tome cuidado com as comparações. Cada criança tem um ritmo, então seu pequeno não está “atrasado” se não tiver falado ou se não estiver tentando andar no 10º mês. Se o pediatra disser que está tudo normal, não há nada com o que se preocupar. Combinado?

Quais cuidados devem ser tomados nessa fase?

Sabe aquela história que “ser mãe é padecer no paraíso”? Não queremos desanimá-la, mas a frase tem um pouco de verdade. Afinal, ao mesmo tempo em que comemora uma conquista do pequeno, é preciso ter os cuidados certos.

Com o desenvolvimento do bebê mês a mês, ele fica mais curioso, só que ainda não tem a noção de perigo. É fundamental ter alguns cuidados para evitar problemas.

Fique de olho nos objetos que o bebê pega

Como vimos, o fortalecimento das habilidades motoras inclui o uso das mãos o tempo inteiro. É sério: seu filhote vai querer pegar em tudo. Como isso ajuda que ele explore o mundo, só fique de olho no que são esses objetos. Não deixe que tenha acesso a itens pontiagudos e aos muito pequenos, porque pode engoli-los. Prefira brinquedos seguros para cada fase, pois isso evita acidentes.

Proteja as áreas perigosas da casa

O ideal mesmo é preparar o lar desde o começo. Recomendamos cobrir as tomadas, colocar protetores nas quinas dos móveis e chaves em gavetas e portas. Se tiver escadas, use um portão de segurança. Assim, ficará mais tranquila.

Continue com os estímulos

Não é porque o pequeno já aprendeu bastante coisa que você deve deixar de estimulá-lo. Cada fase tem as suas necessidades, então é hora de pensar em novos brinquedos e jogos para aprimorar outras habilidades. É isso que garantirá um crescimento melhor!

Qual tipo de alimento pode ser oferecido ao bebê durante esse período?

O desenvolvimento do bebê mês a mês também está ligado à nutrição. Um pequeno bem alimentado não quer guerra com ninguém e tem todos os ingredientes para fazer novas descobertas.

Mas, afinal, quais são os tipos de alimentos para oferecer em cada período? Veja dicas imperdíveis!

Leite materno

O recomendado é que o bebê se alimente de leite materno, de forma exclusiva, por 6 meses. Nessa fase, ele não precisa nem mesmo de água. O alimento pode ser oferecido até os 2 anos e contém nutrientes, sais minerais e tudo de que necessita para se desenvolver.

Papinhas

A partir dos 6 meses, é possível introduzir as papinhas na alimentação. Elas combinam vários ingredientes, como grãos, massas, proteínas e vegetais. Ela deve ser pastosa, mas ainda ter “pedacinhos”. Isso ajudará o pequeno a apreciar a textura e evitará que ele seja enjoado para comer no futuro.

Alimentos sólidos

Com o desenvolvimento do bebê mês a mês, indicamos incluir alimentos sólidos. Legumes cozidos no vapor, frutinhas e outros ingredientes são muito bem-vindos. Deixe que o pequeno experimente, sinta a textura e o aroma. Assim, fortalecerá o paladar da melhor forma.

Líquidos

No começo, a nossa recomendação — e a dos pediatras — é dar apenas água. Quando ele tiver um pouco mais de idade, como perto dos 12 meses, é possível introduzir sucos e iogurtes. Mas fique de olho: os produtos naturais são melhores por não apresentarem tanto açúcar.

O desenvolvimento do bebê mês a mês é marcado por várias descobertas, aprendizados e uma pitadinha de novas preocupações. Agora que você já conhece o que acontece em cada momento, será mais fácil viver essa jornada, não é mesmo?

Se quiser outras dicas sobre bebês e crianças, assine a nossa newsletter e não perca nenhuma novidade!

Deixe um Comentário