Ganhe adesivos juninos em todos os pedidos acima de R$100! Aproveite ;-)

Será que Você é Uma Mãe Tóxica?

A mãe tóxica tem dificuldade de dialogar e manter uma boa relação com os filhos. Em geral, é uma mulher que carrega alguns traumas de sua própria infância e educação, reproduzindo comportamentos prejudiciais. As características principais são:

  • Culpam seus filhos por suas frustrações;
  • Não valorizam os filhos e seus esforços;
  • Criticam os filhos de maneira severa e impiedosa;
  • Fazem chantagem emocional;
  • Não aceitam ser contrariadas.

Existem outras características da mãe tóxica. Identificar o problema é a melhor forma de definir quais são os meios de resolvê-lo e estabelecer uma relação saudável com os filhos.

Será que você é uma mãe tóxica?

O amor dos pais por seus filhos é algo verdadeiramente incomparável. Esse sentimento faz com que eles reorganizem toda a sua vida para que recebam as crianças e possam prover com amor tudo o que esses pequenos precisam.
Viagra kaufen paypal zahlung sildenafil preisvergleich kaufen sildenafil 100mg kaufen viagra bewertungen
Mas, será que essa relação é sempre saudável? Infelizmente não. Há casos em que mães e pais podem não ter uma relação tão bacana com os filhos.

Seja pelo excesso de amor – ou pela ausência – uma mãe tóxica pode causar danos profundos na sua própria vida e na de seus filhos.  Esse é um assunto tão delicado, pois muitas vezes as mães não sabem que suas ações podem ter um impacto tão grande nas emoções dos filhos.

É por essa razão que vale a pena entender melhor sobre o assunto.

Quais são as características de uma mãe tóxica?

O conceito de mãe tóxica aponta para um comportamento também conhecido como narcisista. Nesse caso, a mãe se coloca no centro de todas as situações como protagonista e sempre encontra um jeito de colocar os filhos para baixo.

É importante ressaltar que homens também podem ser narcisistas, embora aqui foquemos na relação entre mães e seus filhos.

Existem casos em que as mães tóxicas não respeitam o espaço e a privacidade dos filhos, impedindo que eles tenham momentos saudáveis de intimidade com outras pessoas, sejam elas quem for.

E quando são questionadas sobre esse comportamento, é comum que se sintam ofendidas e acabem tornando a situação uma grande cena dramática – onde a mãe se coloca em um papel vitimista ou justifique suas atitudes como sendo de uma mãe zelosa.

7 Sinais de que você pode ser uma mãe tóxica

A melhor forma de não se tornar uma mãe tóxica é justamente identificar esse comportamento e procurar resolver a situação com acompanhamento psicológico, se necessário – e quase sempre é.

Agora, veja quais são os 7 sinais de que você é uma mãe tóxica.

Culpam os filhos por suas próprias frustrações:

Algumas mães culpam seus filhos por suas próprias frustrações, sobrecarregando crianças, adolescentes ou até filhos adultos com uma responsabilidade que não é deles. Quer ver exemplos?

O fato de uma mulher ter se dedicado à maternidade em detrimento da carreira, ou ainda, ter uma gravidez não planejada fruto de um relacionamento que não deu certo.

Em nenhum dos casos os filhos têm qualquer culpa.

Não valorizam os filhos, seus esforços e não reconhecem qualquer vitória:

Uma mãe tóxica tende a se tornar exigente e autoritária além da conta. Isso se torna tão complicado que ela passa a ignorar qualquer feito positivo e só enxerga os defeitos dos filhos, fazendo questão de ressaltá-los sempre.

Não importa os esforços, o resultado nunca será bom o suficiente e ela vai exaltar as falhas e desconsiderar qualquer bom desempenho.

Costumam desferir críticas pessoais aos filhos:

Essas mães comentam sobre a aparência dos filhos de forma extremamente negativa, comprometendo severamente a autoestima deles.

Também questionam a capacidade de realização, sempre desmerecendo e ofendendo – as vezes em tom pejorativo – mas disfarçando esses comentários como algo construtivo.

Não aceitam ser contrariadas em nenhuma situação:

A mãe tóxica também não aceita ser contrariada. Ela dita regras e exige que os filhos obedeçam, sem sequer ouvir a contrapartida ou opinião sobre outras possibilidades.

Sua palavra é lei e faz questão de salientar sua autoridade. Além disso, costuma deixar nas entrelinhas do que diz que a opinião dos filhos é fraca e que não merece nenhuma atenção ou importância.

Costumam expor a intimidade dos filhos e ridicularizá-los diante de outras pessoas:

A mãe disfarça através de um comentário simples, em tom inocente ou de brincadeira, mas que causa algum constrangimento na criança diante de familiares e amigos.

Tenha como regra que o que expõe e ridiculariza seus filhos deve ser evitado, e não serve nem mesmo como contraponto educativo em caso de mau comportamento.

Fazem chantagem emocional e se mostram ofendidas quando os filhos não acatam as suas decisões:

Se as crianças fazem uma escolha diferente daquela que a mãe sugeriu, a tendência é que ela manipule, até chore e faça com que se sintam culpados por não acatarem a escolha dela.

Não respeitam o espaço nem a intimidade dos filhos:

A dificuldade em respeitar a intimidade dos filhos e dar a eles qualquer espaço é também um sinal de problemas na relação. Mães tóxicas tendem a adotar um comportamento invasivo e não deixam as crianças em paz.

Há outros comportamentos que podem surgir em uma mãe tóxica. Porém, esses são alguns dos mais característicos e que você pode facilmente identificar – e controlar – em sua relação com os filhos.

Superproteção pode ser um sinal de toxicidade?

Há muito tempo já ouvimos falar no termo “mães superprotetoras”. Esse também é um comportamento que pode, sim, se enquadrar no conceito de mãe tóxica.

A mãe superprotetora teme que o filho encontre desavenças e decepções na vida, e impede que ele tenha qualquer tipo de experiência que possa lhe causar ferimentos – físicos ou emocionais.

Embora a superproteção e o perfil narcisista sejam diferentes, esses comportamentos podem ocorrer em conjunto, tornando a relação entre mãe e filhos ainda mais complexa e problemática.

O que leva os pais a esse comportamento?

Existem muitas questões que podem estar relacionadas a um comportamento de maternidade tóxica. Em geral, mães que reproduzem esse tipo de comportamento foram criadas em um lar severo demais, autoritário e pouco amoroso.

A mãe tóxica também costuma ser extremamente insegura. Essa sensação faz com que ela enxergue nos filhos a possibilidade de que alcancem sonhos e objetivos que ela mesma não desfrutou, e isso a impulsiona a tentar impedir que eles tenham essas conquistas.

Não quero que o meu filho cresça…

Para pais em geral costuma ser difícil pensar no crescimento das crianças. É normal ter algum apego e até almejar que a fase da infância se estenda um pouco mais. Aquela velha sensação de que “o tempo passa muito depressa”.

No entanto, quando isso se torna uma dor profunda, a ponto de os pais articularem formas de manterem os filhos sempre próximos – como, por exemplo, minando relações na infância e adolescência – isso precisa ser investigado.

Dicas para estabelecer uma relação saudável com os filhos

Se você leu esse conteúdo e identificou sinais de que pode ser uma mãe tóxica, não se desespere. É possível controlar isso e estabelecer uma relação saudável com os seus filhos.

Admita que há um problema:

Esse é o primeiro passo para conseguir resgatar a relação e torná-la verdadeiramente saudável.

Desenvolva um comportamento empático:

Aprenda a praticar a empatia. Isso significa que você deve olhar para as demandas dos outros, sobretudo seus filhos, e tentar se colocar no lugar deles.

Aprenda a se comunicar:

A comunicação é o pilar de qualquer relação. Uma das dificuldades da mãe tóxica é justamente estabelecer uma comunicação assertiva e de qualidade. Nesse sentido, é comum que ela siga para um diálogo vitimista e/ ou manipulador.

Reestruturar a sua forma de se comunicar com seus filhos é um dos pontos mais importantes. Isso quer dizer que você precisa, acima de tudo, permitir que outras pessoas falem e se dedique a ouvi-las.

Busque ajuda profissional:

Um psicólogo pode ajudar a entender quais questões te levam a esse comportamento tóxico, e pode orientar sobre como reestabelecer a melhor relação com os seus filhos.

Sendo assim, não hesite em buscar ajuda se julgar necessário. Lembre-se que a mãe tóxica traz sofrimento às crianças de qualquer idade, e pode prejudicar o desenvolvimento de seus filhos, causando impactos que seguirão por toda a vida.

Mães e pais devem estimular o bem-estar e fazer com que as crianças se sintam especiais. Comportamentos destrutivos e que minam a autoestima dos pequenos precisam da sua atenção.

79 responses to “Será que Você é Uma Mãe Tóxica?

  1. Acabei de descobrir que tenho sido uma mãe tóxica. Infelizmente as mães erram tentando acertar. Fiz e faço qualquer coisa pela minha filha. Agora que tá com 17 tá levantando a voz e querendo ir embora. Eu errei na educação dela, é uma boa filha , de bom coração, mas tem mágoa de mim. Isso me dói. Pai dela nunca foi presente, e eu tendo que trabalhar tanto pra manter tudo , me perdi de mim, fiz as vontades dela, dei espaço, deixei solta pra sair com amigas , apoiei quando Resolveu assumir que é bissexual, pq pra mim importante é ver ela feliz e bem, mas pelo visto foi pouco, e ainda ganhei título de mãe tóxica. Pq sim vim aqui ver o que era e me surpreendi, pq me preocupei com peso dela e via a insatisfação dela no espelho, pq chamei atenção pq aprontava na escola, pq tem preguiça de aprender as coisas que são fundamentais pra vida, pelas amizades ma influência, pq mentia pra mim , me escondia as coisas e quando a merda vinha a tona sobrava sempre pra mim resolver, concordo que errei, mas afirmo com certeza hoje que errei muito mais quando dei a liberdade que ela queria , a privacidade que ela queria , quando deixei de pensar em mim e sim nela em primeiro lugar. Minha mãe era tóxica tb, mas me amava incondicionalmente, e sei que fazia seu melhor por mim, e decepcionei ela , não correspondi suas expectativas, enfim não tem fórmula pra educar ou pra vida, as coisas acontecem, as pessoas não são iguais, mas a gente só enxerga o valor da nossa mãe quando tem se virar sozinhos, eu tô com 38 anos , e tô quebrando minha cara até hoje,
    Mas quer saber tô com minha consciência tranquila, minha parte fiz com amor e cuidado , errando oi acertando tá feito e não tem como mudar os fatos. Se você cuida e cobra as coisas pq se importa com o filho e mãe tóxica , se você deixa de lado ,e mãe egoista, Se você fala pra arruma uma casa, fazer um almoço e exploradora. Sei que os tempos tão mudados, mas isso nunca vai mudar , sou filha de alguém e mãe , errei , erro e pelo visto vou continuar. Minha filha me ama e me odeia, fala mal de mim pras amigas, depois diz que todas queriam uma mãe igual, mas isso só quando faço as vontades dela. Hoje só me. Resta orar e pedir que Deus proteja , guie , de sabedoria o que eu pude fazer eu fiz! Se agente for olhar a gente adoce com tanta ingratidão e falta de consideração. Certo mesmo é não ter filho , pensa bem aí quem leu tudo, pq vc vai dar sua vida por eles , e no final ainda sai como ruim. Não tem como se alguém conseguiu acertar 100% eu DUVIDO!!!

    1. Impressionante como vc disse tudo que penso, exatamente igual. A única diferença é que minha filha tem 19 anos, mas todo seu relato é o meu. Sinto os seus sentimentos e compartilhamos as mesmas dores por errar tentando acertar, e ao mesmo tempo o sentimento é de paz ao saber que sempre dei é darei meu melhor. Força pra nós minha irmã

    2. Exatamente, tudo oque vc falou passei e ainda passo com meu filho mais velho. Fiz tudo por ele ele não é pra ele não foi o suficiente ou fiz tudo errado. Meu filho mais novo é um amor nos damos muito bem, claro ele é bem diferente do irmão. Quando alguém me pergunta se é bom ter filhos eu aconselho a não ter. Amo meus filhos mas tudo que já chorei pelas palavras recebidas do mais velho eu adquiri depressão, muita tristeza, até hoje dói muito por ter feito tanto e pra ele não fiz nada. As vezes eu reflito sobre o assunto e não consigo entender porque isso foi acontecer.

    3. Embora você concorde que é uma mãe tóxica, durante todo o seu relato você se faz de vítima. Eu fiz isso, fiz aquilo, sacrifiquei isso, aquilo.
      ALTAMENTE TÓXICA.
      A diferença é que sua filha tem 17 anos. Eu tenho 51 com uma mãe tóxica de 83. Busque ajuda enquanto é tempo porque daqui a pouco você vai chorar é de ficar sozinha.

  2. Minha mãe e assim, ela faz muita chantagem,tenta colocar até a gente contra nossos parceiros

    1. A minha mãe tbm é assim, faz chantagens emocional, quando não faço o que ela quer aí Caio na dela e faço, mais não faço com vontade

      1. Eu respeito minha mãe e tudo mais ela não respeita meu espaço, e não me deixa eu ter minha própria privacidade. Ela não me deixa fazer as minhas escolhas, ela acha que todas as escolhas dela ou obedecer as regras….ela acha que eu tenho que cumprir e ouvi-la tudo o que ela quer. Isso é muito irritante pra mim não aguento muito pressão dela, ela acha que ainda pode ficar me dando ordens sendo que eu moro com minha irmã longe dela, e olha que eu sou de maior tenho 32 anos e ela sempre quer me tratar,como se eu fosse uma criança pequena, e até com minha irmã ela tbm trata ela assim,mais ela tbm já é de maior. Isso é um problema muito chato e incomoda demais, não aceita que a pessoa fique só em casa enquanto a outra tá viajando, ela acha que algo ruim vai acontecer com a pessoa, só pq ela pensa nas coisas negativas. Ela só quer que eu fique na casa da minha tia, e tipo eu não gosto de ficar com ela. Ela me pertuba muito não tenho espaço, e não fico muito a vontade na casa dela. Ela é um tipo de pessoa que tem ansiedade de ficar no pé da pessoa direto, e eu não gosto disso,me tira muita paciência e ela não deixa a pessoa em paz. A minha mãe e minhas tias sempre tem, aquela mania de tbm de falar do meu corpo, eu não gosto disso eu sou magra e só fica falando disso, fala da roupa da pessoa falam quase de tudo, e eu realmente não tô suportando isso. Eu só quero minha privacidade, eu quero ter minhas próprias escolhas do que faço já sou grande e madura sei o que é errado, e o que é certo, então não precisam ser invasivos na vida dos outros. Saber respeitar o espaço e privacidade do outro, tá muito bom demais. Se eu já sou grande e tenho 32 anos e já sei de tudo, pra quê pegar no pé dos outros, pra quê querer controlar ou ficar dizendo o que não deve fazer. Isso tem que ter um basta e saber que, a pessoa já cresceu ficou adulta e não ficar dependendo dos pais ou de outras pessoas pra nada. A gente quando cresce e sabe que vai morar longe, não precisa tá falando por telefone, não é pra fazer isso e nem aquilo, e não sei o quê mais lá, ai já é um pé no saco msm, e msm a pessoa morando longe. Isso é abusivo e controladora demais tratando filho adulto como criança 🙄🙄 Ela que só por eu ficar só em casa enquanto minha outra irmã sai, ela acha que alguém vai invadir a casa, pra vim me matarem ou sla o quê mais, o que ela pensa. Ela enche de muita coisa na cabeça dela de tanto assisti jornal, ela tá é pertubada da mente, ela trata de ir no psicólogo pra tratar disso, de tanta coisa que ela coloca na cabeça. Que tudo que ela diz vai acontecer, ela tem até dependência emocional que não larga o rapaz,que não vale nada trata ela com desprezo e arrogância, não tem respeito com ela. Eu não gosto quando me tratam como criança sendo que não sou 🤷🏻‍♀️🤦🏻‍♀️ Ela tem que entender que já cresci sou grande e posso ter minhas responsabilidades. Eu sou uma pessoa muito difícil de sair de casa, ainda saiu quando é pra resolver algo ou fazer compras só isso, e minha mãe ela acha que não tenho responsabilidade com nada. Ela já veio na minha casa vê que sou limpa e organizada em tudo, ela sabe disso muito bem quando morava com ela e ajudava em tudo,, então ela deveria fazer o favor de deixar os outros viveram em paz, e respeitar a minha privacidade, e da saber respeitar tbm o espaço. Cada um tem que viver sua vida, e não os outros ficar vivendo a vida da gente.

  3. Eu amo minha mãe, mas ela me trata como criança tenho 38 anos, ela acha que tenho que viver em função dela, joga todo o peso em minha por ser a única mulher de 5 filhos, todos meus relacionamentos foram fracassados por culpa dela, julgado que fulano não é isso, ciclano não é aquilo, me xingava de vagabunda quando eu chega 23h em casa depois de sai com namorado, a gente vive em conflito quando estou namorando, de vou passa o fds na casa de uma amiga, fica me controlando querendo saber o que faço . É um saco as vezes penso que vou ter liberdade depois que ela morre, mas já tenho quase 40 anos, quando isso acontece já vai ser tarde, apesar que já é já é.

    1. Nossa, me identifiquei demais com seu relato. Tenho 41 anos e abdiquei de relacionamentos há muitos anos, pq minha mãe sempre quer controlar absolutamente tudo em minha vida. Não posso sair com amigos e muito menos com namorados, que já começa a mandar mensagem atrás de mensagem pra saber onde estou, que hora vou voltar. Preocupação é normal, mas tentar controlar a minha vida desta forma e doentio. Só de uns tempos pra cá me dei conta dessa toxidade. Quero me libertar disso, mas é muito difícil 😔

      1. Olá boa noite. Tenho 42 anos e tbm passo por isso e muito mais. Já apanhava criança e adolescente, depois que meu pai faleceu em 2018, as agressões aumentaram, foram 5 anos apanhando de tudo que vocês imaginarem, até faca ela já arremessou contra mim, porém se eu não abaixasse iria rasgar meu rosto todo. ( foi colher de pau, tábua de carne, panela de pressão, socador de alho etc.), até ficar presa na rua já me deixou. Das 10h da manhã até às 24h. Disse que se eu entrasse ela iria me matar. E minha vizinha que me chamou, me deu água, comida e deixou eu tomar banho e dormi na casa dela. ( Gente tudo isso piorou, pelo fato de eu ter me assumido ser lésbica) ela não aceita e não precisa. Só quero respeito. Me controla o tempo todo. Faço tudo dentro de casa, não deixo ela fazer nada. Hoje me encontro com joelho operado e com 6 dias ainda com pontos, e fui ameaçada só prq falei alto com ela, dos cachorros estarem brigando ela virou o bicho comigo. Disse que iria me bater, agora vê eu assim e ela não faz nada para mim. Eu tomo banho sozinha, faço café e coloco, pego água e nada ela faz. Conclusão meu joelho só incha, prq repouso não faço. Meu pai dizia: não sei o que vai ser de minha filha se eu morrer antes, vai sofrer na mão da mãe. Amo minha mãe ( porém meu pai era meu maior e melhor amigo) que falta faz. Nem no hospital quis ficar comigo. Ela já me chamou de vagabunda, prostituta, e que preferia que eu fosse usuária de drogas que lésbica. Nunca dei certo com ninguém, justamente pelo fato de tudo ela se meter. Dei muita satisfação. Ela fala! Quer sair ir embora vai. Mais diz prq sabe que não tenho para onde ir. Então eu melhorar vou procurar meus direitos. Além de tóxica é abusiva. Sofri agressão verbal, psicológica e física. Tudo isso. Só Deus para me ajudar.

      2. Minha mãe ela tbm foi assim comigo quando namorava, ela ficava muito em cima até minha irmã mais nova, affs coisa chata de todo mundo ficar em cima terminei com ele por causa delas. Só davam pra se meter em tudo não estava aguentando, a pressão toda e resolvi logo, dá um basta nesse meu relacionamento. Eu terminei com ele pronto. Teve umas colegas na sala que me perguntavam pq terminei meu relacionamento, e tive que falar que foi por conta traição, e essas coisas, e realmente ele fazia isso msm. Ele dizia na minha cara e eu que, não sou muito de aguentar muita coisa,já basta a intromissão da minha mãe, e dá minha irmã no nosso relacionamento terminei com ele, e me afastei dele não quis saber de mais ninguém. A pessoa já sofre pressão com o povo da família em cima da pessoa, e ainda tinha isso 🙄🙄 Odeio gente invasivas e intrometidas. 😒😒

    2. Mas , você tem quase 40 anos e ainda mora na casa da mãe? Com todo respeito, mas acredito que se você tivesse sua própria vida , na sua casa com suas regras talvez seria diferente. Não sei se você mora na casa dela ou ela na sua, mas enfim tem uma hora que precisamos construir nosso próprio para vivermos nossa vida com nosso jeito e nossas regras, enfim cada caso é um caso né…

    3. eu sei oquanto isso e dificio minha mae so compra as coisa para o meu irmao daniel eu sou a manuela tenho 9 anos e estou no 4 ano da escola que isso mude!!!!! beijos Aline

  4. Eu tenho 27 anos cresci tendo uma boa educação, aprendi sozinha na maior parte do tempo, tive dificuldades de desenvolver e descobrir que a minha mãe e tóxica ela é muito insegura e vive com medo, e passava isso pra mim hoje consigo falar tudo o que me incomoda ela ate entende mas o que eu não gosto e ela ficar mandando em mim mesmo sabendo que sei das responsabilidades, tudo pra mim gosta de mandar nos outros mas Graças a ela por um lado ela me ajudou a encontrar um psicólogo só fiz agradecer por tudo que ela fez apesar das brigas eu reconheço que ela não teve culpa isso me deixa até aliviada graças ao reconhecimento e conhecimento da vida. Mas tem certas vezes que ela não deixa eu sair fica questionando em tudo e isso me cansa eu só falo que vou sair com o meu namorado e ela não aceita por certo motivos mas isso não me impede de seguir a minha vida com ele pois ele me faz bem e traz paz e sei bem como ele é. Ela nem se quer ouve o que temos a dizer ela fica chateada mas não posso fazer nada pois agora tenho uma pessoa boa e ela não dá a chance de querer saber sobre ele e isso me machuca um pouco eu tento me expressar entendo que ela tem o lado dela mas preciso ter o meu, sei que ela se preocupa pois eu passei por uma depressão e hoje estou bem Graças a Deus e o que eu quero dizer que por mais que seja difícil as coisas devemos ir ao psicólogo pra ajudar a entender os motivos que a mãe possa ter e que aprendam a lidar com essas situação que um dia possa ser uma lição de vida e exemplo

  5. Tem muito mais coisas as quais eu gostaria de dizer sobre ela… porém… eu não tenho mais palavras para descrever minha situação difícil

  6. TERRÍVEL ISSO. SOU FAVORÁVEL QUE MULHERES NÃO TENHAM FILHOS. FILHOS SÃO PROBLEMAS SÉRIOS. EGOÍSTAS E SEM SENTIMENTOS.

  7. não consigo ter uma boa relação com meus filhos, um é adulto o outro adolescente, não soube dar lhes amor, minha infância foi ostil s carinho, meus filhos me cobram algo q não recebi na minha infância e fiz o mesmo com os meus filhos

    1. Que horror! por isso vc n tem uma boa relação com eles e parece se orgulha doq fez, mas uma hora a fixa vai cai pra vc e vai ser tarde demais pra correr atrás.

      1. Nada disso, como você julga uma pessoa sem conhecer , é difícil dar o que não teve . Tive esse mesmo problema só fui ver que eu estava fazendo o que minha fez comigo na terapia. Tive que trabalhar muito isso em mim , a gente não pode mudar o que passou mas podemos mudar o presente.

  8. Eu so queria ter amigos e ela nao deixa ,queria sair com eles me divirir meu deus tenho 23 anos pago a conta de agua e internet e a cesta basica e nao posó aproveitar minha vida então por que viver por que vou para um trabalho e passo 10 horas la pra não fazer nada além do que ela quer que eu faça .

    1. Você não é incompetente, é a sua vida, faça o que tem vontade, sem culpa. Vai sim se divertir com seus amigos. Tenha zelo pela sua mãe, mas viva a sua vida do seu jeito, não deixe ela te manipular. Tenho 50 anos e hoje vejo que minha mãe foi muito tóxica, acabou com meu casamento e quer manipular meus filhos e isso não vou permitir jamais não fará com eles o que fez comigo.

      1. Bom, eu tenho 27 anos cresci tendo uma boa educação, aprendi sozinha na maior parte do tempo, tive dificuldades de desenvolver e descobrir que a minha mãe e tóxica ela é muito insegura e vive com medo, e passa tudo pra mim gosta de mandar nos outros mas Graças a ela por um lado ela me ajudou a encontrar um psicólogo só fiz agradecer por tudo que ela fez apesar das brigas eu reconheço que ela não teve culpa isso me deixa até aliviada graças ao reconhecimento e conhecimento da vida. Mas tem certas vezes que ela não deixa eu sair fica questionando em tudo e isso me cansa eu só falo que vou sair com o meu namorado e ela não aceita por certo motivos mas isso não me impede de seguir a minha vida com ele pois ele me faz bem e traz paz e sei bem como ele é. Ela nem se quer ouve o que temos a dizer ela fica chateada mas não posso fazer nada pois agora tenho uma pessoa boa e ela não dá a chance de querer saber sobre ele e isso me machuca um pouco eu tento me expressar entendo que ela tem o lado dela mas preciso ter o meu, sei que ela se preocupa pois eu passei por uma depressão e hoje estou bem Graças a Deus e o que eu quero dizer que por mais que seja difícil as coisas devemos ir ao psicólogo pra ajudar a entender os motivos que a mãe possa ter e que aprendam a lidar com essas situação que um dia possa ser uma lição de vida e exemplo

    2. Bem… Como começar?…
      Sou adotada desde meus 8 quase 9 anos. Uma amiga minha na época queria muito uma irmã e como eu vivia num abrigo para crianças de até 18 anos ela decidiu pedir para a sua mãe se podia me adotar, e claro ela me adotou, no início ela era legal, mas com o tempo ela foi ficando rígida, “vc não é mais uma criança para brincar” ou “na sua idade eu já trabalhava” e como ela trabalhava o dia inteiro eu arrumava junta da minha nova irmã a casa, ela falava mal do meu geito de ser e de me vestir (por causa disso eu não gosto de sair de casa pensando oq as pessoas vão achar da minha aparência da minhas roupas e etc. E olha q eu amava sair) , enfim fui crescendo e nosso relacionamento só piorava, brigas e mais brigas, até hje nada mudou, já tenho 16 anos , nada doq eu fazia era do jeito certo, tinha q ser sempre do jeito dela se não era errado, ela dizia “eu tenho mais experiência que vc, por ter vivido mais”. E sem contar que ela era injusta ” só pq sua irmã quer vc tbm? ” sempre que não tinha nada haver, um exemplo, recentemente minha irmã queria um livro, porém só achava online, e eu queria muito materiais pra desenho pq eu amo desenhar para me distrair da tristeza que eu venho andando, q tbm só achava online, mas minha mãe não deixou eu comprar só ela, quando eu chegava triste da escola ela nem ligava na vdd ela até brigava comigo, começei a me sentir sozinha, queria alguém para desabafar mas a mãe que eu queria não estava disponível, começei a desistir dos meus sonhos e começei a me culpar por erros idiotas, e ela não ajudava, tacava meus erros na minha cara como se não machucasse, me culpei tanto que sempre que eu cometia um erro eu me cortava (não doía mais q meu coração ferido) , cheguei a um ponto de dizer “não quero mais viver” até tentei su!cídi0 diversas vezes e de diversas formas, e tudo isso pq eu queria uma mãe que se importasse comigo,sabe? Errei em ter escolhido ela como mãe? Nada disso mais importa, desisti de desenhar msmo q as vezes me fazia me sentir melhor, mais oq mais me doía era q quando se tratava da minha irmã estar triste ela corria para animar. Eu to cansada de brigas, eu quero uma MÃE e tão difícil?…

      1. Querida, espero que leia o meu comentário, vamos conversar um pouco? Me procure no insta @advogadamariasuely
        Preciso te dizer que não se sinta culpada, você é linda, incrível e tem uma história maravilhosa, uma história de superação, precisa usar a luz que existe dentro de você pra lutar contra essa dor, não permita que nada e nem ninguém apague a sua luz, luz de amor, luz de sonhos e de esperança.
        Fale comigo pelo insta pra gente conversar mais, fique com Deus no seu coração 🫶🏻

        1. Sabe, não desista dos seus sonhos, não desista de vc. Tudo, nesse momento é escuro é difícil. Mas eu juro a vc…. Se vc for forte, vai passar. Foque em vc, no seu futuro, em tudo que vc deseja….. aprenda, tente, lute… não desista da sua vida pq só vai valer a pena se vc não desistir e vencer. Eu desejo muita luz pra vc. Toda positividade para vc vencer… acredito que todas passamos em algum momento por dias de trevas mas com fé… venceremos. Bj Jesus está bem aí do seu lado. Tu nunca está sozinha.

    3. Exatamente, tudo oque vc falou passei e ainda passo com meu filho mais velho. Fiz tudo por ele ele não é pra ele não foi o suficiente ou fiz tudo errado. Meu filho mais novo é um amor nos damos muito bem, claro ele é bem diferente do irmão. Quando alguém me pergunta se é bom ter filhos eu aconselho a não ter. Amo meus filhos mas tudo que já chorei pelas palavras recebidas do mais velho eu adquiri depressão, muita tristeza, até hoje dói muito por ter feito tanto e pra ele não fiz nada. As vezes eu reflito sobre o assunto e não consigo entender porque isso foi acontecer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading